HOME - Sport x Atlético-PR - Campeonato Brasileiro - Marlone (Foto: Aldo Carneiro/LANCE!Press)

Sport não superou o Atlético-PR na Ilha do Retiro com os portões fechados (Foto: Aldo Carneiro/LANCE!Press)

RADAR/LANCEPRESS!
22/11/2015
21:27
Recife (PE)

De olho em uma vaga no G4, o Sport recebeu o Atlético-PR, adversário que já não tem mais pretensões no Brasileirão. O jogo foi disputado com os portões fechados na Ilha do Retiro, já que o time pernambucano foi punido por causa da confusão entre seus torcedores e os do Coritiba, pela 29ª rodada. A saída encontrada pelos rubro-negros foi acompanhar a partida e cantar bem alto do lado de fora do estádio, mas de nada adiantou, já que o Furacão tinha Weverton em baixo de sua meta. O goleiro foi o maior responsável por evitar a derrota paranaense, principalmente no segundo tempo, quando evitou pelo menos dois gols do Sport e garantiu o 0 a 0 no placar.

Com o resultado, os comandados de Falcão terminam a antepenúltima rodada do Brasileiro com 53 pontos, a três do G4. Para ficar com uma vaga na Libertadores, a equipe terá que vencer (pelo menos uma ou duas) contra o Corinthians, novamente na Ilha, e diante da Ponte Preta. Já o Atlético-PR, sem ambições neste final de campeonato, vai aos 48 pontos e ainda tem pela frente o Flamengo em casa e o Santos, na Vila.

O primeiro tempo teve algumas boas chegadas ofensivas dos dois lados, mas ambos os clubes pecaram na falta de capricho no momento da definição. Pelo lado do Sport, Hernane foi quem mais ofereceu perigo. No aspecto coletivo, porém, a equipe deixou espaços de sobra, principalmente pelos lados, e sofreu com algumas tentativas de contra ataque. O lateral Eduardo, do Atlético-PR, foi quem mais aproveitou o corredor pela direita para chegar ao ataque, embora também sem perigo.

O Sport voltou bem melhor na etapa final, mas encontrou muitas dificuldades para marcar, seja por causa da arbitragem, do goleiro adversário ou da própria trave. Ainda antes dos dez minutos, Hernane balançou as redes, mas a arbitragem marcou corretamente o impedimento do atacante. Pouco depois, o camisa 9 (que substituiu André, suspenso) teve outra ótima oportunidade, mas parou na também ótima defesa do goleiro Weverton.

A partir dos 20 minutos, as propostas de jogo ficaram ainda mais evidentes, com os donos da casa pressionando em busca do gol, enquanto os visitantes se fechavam e buscavam matar a partida no contra ataque. Por outras duas vezes (novamente com Hernane), o Sport quase chegou lá. Na primeira, a bola passou a centímetros da trave. Na segunda, tocou a trave. Os anfitriões ainda tiveram outras boas oportunidades no final do jogo, mas não conseguiram superar a segurança do goleiro paranaense, que garantiu o empate sem gols em Recife.

SPORT 0x0 ATLÉTICO-PR
Motivo: 36ª rodada, Brasileirão 2015

Data/hora: 22/11/2015, às 19h30 (de Brasília)
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Márcio Soares Maciel (GO)

GOLS: ---
Cartões amarelos: Hernane, Elber, Rithely (SPO), Barrientos, Walter (CAP)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: Portões fechados.

SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Neto Moura - 34'2ºT), Diego Souza, Marlone (Régis - 19'2ºT) e Élber; Hernane (Wallace - 46'2ºT). Técnico: Falcão.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Bruno Pereirinha - 19'2ºT), Vilches, Cleberson, Roberto (Ewandro - 36'2ºT); Otávio, Barrientos, Sidcley, Marcos Guilherme, Nikão (Hernane - 28'2ºT); Walter. Técnico: Cristóvão Borges.