Globo x Esporte Interativo é a batalha pelos direitos de TV fechada

Globo e Esporte Interativo terão direitos de jogos na TV fechada a partir de 2019

LANCE!
29/06/2016
13:06
São Paulo (SP) 

A partir de 2019, o torcedor brasileiro pode ter que lidar com um fato novo no futebol: não ter jogos de seu time transmitido na TV por conta do conflito entre emissoras. É que com a entrada do Esporte Interativo – canal que pertence ao grupo americano Turner – e o contrato feito individualmente com 15 clubes para a TV fechada, o canal só poderá transmitir partidas em que tenha os direitos de ambos os times em campo. O mesmo ocorrerá com o canal SporTV, sua rival no segmento.

Para o advogado Carlos Eduardo Ambiel, especialista em direito desportivo, um entendimento entre as duas empresas será a saída para que o torcedor não fique sem ver jogos de seu time.

- A solução é negociar, pois legalmente o jogo pertence aos dois clubes, o que exige a autorização de ambos para uma transmissão pela TV – comenta Ambiel.
Até o momento, o Esporte Interativo já fechou acordos com Atlético-PR, Coritiba, Internacional, Santos, Santa Cruz, Figueirense, Ponte Preta, Bahia, Ceará, Sampaio Corrêa, Criciúma, Joinville, Paysandu, Paraná e Fortaleza. E ainda negocia com outros clubes, como o Palmeiras. O contrato feito é para transmissão de jogos na TV fechada para o período entre 2019 e 2014.

Como o Esporte Interativo só atua nesse segmento de transmissão, é bem possível que o torcedor consiga ver os jogos de seu time na TV aberta ou PPV (pay-per-view), já que são grandes as chances de Globo e Globosat continuarem com os direitos para transmitir as partidas nesses sistemas, como ocorre hoje.

- A chance de algum jogo não poder ser transmitido em alguma mídia (aberta, fechada ou PPV) é mínima. A Globo tem o direito de todos os clubes até 2018 e bastaria um acordo comercial entre as emissoras. Além disso, a partir de 2019, os clubes ainda não venderam a TV aberta e poderiam negociar livremente – afirmou o especialista em direito desportivo.