Painel sobre calendário na CBF (Foto: Igor Siqueira)

Painel sobre calendário na CBF (Foto: Igor Siqueira)

Igor Siqueira
26/04/2016
16:53
Rio de Janeiro (RJ)

O diretor de competições da CBF, Manoel Flores, fez uma defesa aos estaduais durante a discussão desta terça-feira, no seminário Somos Futebol, que abordou o calendário nacional.

Na visão de Flores, a solução não é o fim dos estaduais, ainda que seja necessário ajustes.

- Temos que ter muito cuidado com o assunto acabar com estadual. Isso dá capilaridade em um país como o nosso. Cabe readequação em alguns centros, mas não podemos esquecer as diferenças nacionais. Temos que entender as realidades. A solução não é o extermínio dos estaduais - afirmou Manoel.

Outro item da discussão sobre o calendário é o que fazer nas datas Fifa. Segundo Manoel, a expectativa é que haja uma paralisação do início ao fim ao período de jogos das seleções.

- Isso é um dos assuntos mais sensíveis. Tem sido atacado diretamente. A meta é que em 2017 consigamos a quarta-feira posterior aos dois jogos. Seriam 12 a 13 dias de janela - completou Manoel.