Torcida CSA

Torcida do CSA compareceu em peso para apoiar o time do CSA na primeira partida da final da Série D contra o Volta Redonda (Foto: Reprodução)

RADAR/LANCE!
25/09/2016
20:51
Maceió (AL)

CSA e Volta Redonda iniciaram no início da noite deste domingo, no Estádio  Rei Pelé, em Maceió, a final da Série D do Brasileiro.  Embora os times tenham criado muitas oportunidades, principalmente o CSA,  o jogo ficou no 0 a 0. A volta ocorrerá no próximo sábado, às 19h, em Volta Redonda.  Quem vencer será o campeão. Empate sem gol, pênaltis; empate com gols valerá o título para os alagoanos. 

O JOGO

Invicto na competição e neste ano só sendo derrotado pelos quatro grandes do Rio no Carioca, mas encarando um CSA que não perdera em casa, o Volta Redonda entrou muito cauteloso, reforçando o sistema defensivo. Apoiado pela torcida, o time alagoano foi bem mais perigoso, arriscou chutes de fora da área, quase sempre com Marco Antonio,  e desperdiçou a chance de ouro do primeiro tempo, quando aos 33 minutos o atacante Jonatas Obina recebeu livre na área e tocou por cima do goleiro Mota. A bola bateu no travessão e voltou para Didira, livre, que isolou. O Volta Redonda teve como grande chance um contra-ataque aos 42 minutos que terminou num chute de Dija Baiano que a zaga rechaçou.

No segundo tempo o jogo ficou aberto e muito tenso. Didira voltou a perder um gol feito para o CSA aos oito minutos, na pequena área acabou atrasando para o goleiro. Para o Voltaço,  Dija Baiano fez o goleiro Pantera a voar para evitar o gol aos 11; e aos 16, David chegou atraso num cruzamento de Dija Baiano.   

Nos  minutos finais, o CSA partiu para cima, mas não foi feliz nas finalizações e saiu com o empate. 

Tanto CSA quanto o Volta Redonda buscam o primeiro título nacional.  O CSA tem 34 campeonatos alagoanos, foi vice-campeão da Conmebol em 1999 (perdeu para o Talleres/ARG) e tri-vice da Taça de Prata (atual Série B) em 1980, 1982 e 1983. Já o Volta Redonda, ganhou uma Taça Guanabara (1995) e uma Taça Rio (2006), além de um vice-campeonato da Série C do Brasileiro (1995).

Além de CSA e Voltaço, outras duas equipes subiram para a Série C-2017, São Bento (SP) e Moto Club (MA) que caíram nas semifinais.  Estes quatro times herdarão as vagas dos rebaixados da Terceirona nesta temporada: América-RN, River-PI, e os representantes paulistas Portuguesa e Guaratinguetá. 

FICHA TÉCNICA
CSA 0 X 0 VOLTA REDONDA
FINAL DA SÉRIE D DO BRASILEIRO-2016 - JOGO DE IDA
LOCAL:
Estádio Rei Pelé (AL)
DATA E HORÁRIO: 25/9/2016 - 19H (de Brasília) 
ÁRBITRO: Jailson Macedo Freitas (BA)
AUXILIARES: Jucimar dos Santos Dias e Carlos Vidal (Ambos da Bahia)
CARTÕES AMARELOS: Kattê (CSA), Gilberto, Jonatas Obina David (VRED)
CARTÕES VERMELHOS: -
GOL: -

CSA: Pantera; Kelvin, Leandro Souza, Leandro Cardoso e Rayro (Rafinha, 24'/2ºT); Panda, Marcos Antônio, Didira e Kattê (Marcelo Nicácio, Intervalo); Bismarck (Azul, 20'/2ºT) e Obina. TEC: Oliveira Canindé

VOLTA REDONDA: Mota; Osmar, Daniel Felipe, Gilberto e Cristiano; João Clériston (Douglas Pedroso, 31'/2ºT), Marcelo e Marcos Junior (Michel Cury, 31'/2ºT); Pernão e Dija Baiano (Airton, 40'/2ºT); David. TEC: Felipe Surian