LANCE!
03/09/2016
18:27
Tombos(MG)

Abrindo a 16° rodada da Série C, neste sábado, Tombense e Juventude fizeram um confronto direto por uma vaga no G4 do Grupo B, em Tombos (MG). Os donos da casa, que passaram boa parte do jogo com um a mais, aproveitaram-se da vantagem numérica em campo e não tomaram conhecimento do Juve: 3 a 0.  Daniel Amorim, Ewerton Maradona e Matheus Lopes fizeram os gols da partida. 

Com o resultado, os mineiros vão dormir na quarta colocação, com 26 pontos. O complemento da rodada amanhã, pode, porém, tirá-los de lá. Isso porque o Boa Esporte, atual quinto, também com 26, joga neste domingo contra a Portuguesa, no Canindé. Já os gaúchos, que não perdiam há dez jogos, caíram para sexto, com 24 pontos, mas continuam  sonhando com o avanço à fase mata-mata.  

Na próxima rodada, o time mineiro vai até Ribeirão Preto, no sábado, onde pega o Botafogo-SP. O Juve pega o Macaé, em casa, no domingo.

O jogo 

Foi uma tarde para ser esquecida no Juventude. Ou para ser lembrada(para que os jogadores não cometam os mesmos erros) por muito tempo. Tudo depende do ponto de vista. Certo, porém, é que logo aos sete minutos, o Juve ficou com um a menos:  Bruninho puxou Ewerton Maradona e foi  expulso.

A maré de azar continuou logo na sequência com duas bolas no travessão no mesmo lance, finalizadas por Pará e Hugo. Ainda na mesma jogada, Klaus isolou a bola.  Ainda antes dos 15 minutos, mais duas expulsões: Klaus e Alex se estranham após dividida e foram mais cedo para o chuveiro. 

Não demorou muito para que o Tombense conseguisse se aproveitar da vantagem numérica em campo.  Daniel Amorim abriu o placar aos  29. Um pouco antes da ida para o intervalo, Ewerthon Maradona ampliou. 

No segundo tempo, uma confusão generalizada: o árbitro Paulo Henrique de Melo Salmazio expulsou mais um jogador do Juventude. Desta vez, foi Pará. A expulsão não foi muito bem engolida pelos dirigentes do time visitante.  Com a pressão, o juiz voltou revogou a decisão e deu só o amarelo. O Tombense aproveitou-se da fragilidade psicológica do rival e ampliou com Felipe Alves: 3 a 0.