Maicon durante treino do Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Maicon durante treino do Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Marcio Porto
12/11/2015
07:30
São Paulo (SP)

O São Paulo vem negociando com o Grêmio o futuro do volante Maicon, cujo empréstimo vence no fim deste ano. Depois desse período, ele ainda terá mais um ano de contrato com o Tricolor paulista, mas já avisou aos dirigentes dos dois clubes que quer permanecer em Porto Alegre.

A diretoria do São Paulo já está ciente de que não há chance de Maicon voltar, apesar de o clube ter interesse. Diante disso, pediu cerca de R$ 9 milhões no início das negociações, mas como o Grêmio nem cogitou, já aceita reduzir. Ainda há divergências no valor e as partes tentam puxar ao máximo para si.

Neste momento, uma troca entre os clubes está descartada. Isso porque o Grêmio não abre mão dos jogadores sobre os quais o São Paulo tem interesse. São os casos do volante Wallace e do atacante Luan, com valor de mercado na casa dos 20 milhões de euros, de acordo com empresários ouvidos pela reportagem.


As negociações melhoraram com o retorno de Gustavo Oliveira ao São Paulo. O diretor-executivo tem boa relação com o Grêmio, com quem negociou ano passado a troca do volante Souza pelo zagueiro Rhodolfo. O dirigente também tem abertura com Eduardo Uram, agente do atleta. As partes caminham para um acordo.

Maicon foi emprestado em março. O volante pediu para ser negociado após ser hostilizado por torcedores e por se sentir perseguido internamente pelo ex-presidente Carlos Miguel Aidar. Nos bastidores, o cartola, que renunciou após denúncias de corrupção, criticava o atleta.

Aos 30 anos, o jogador tornou-se capitão da equipe do técnico Roger Machado e despertou o interesse de outros clubes, como o Flamengo. Se não ficar no Grêmio, será usado como moeda de troca pelos paulistas.