Gabriela Brino e Yago Rudá
18/02/2018
06:35
São Paulo (SP)

São Paulo e Santos fazem o terceiro clássico paulista da temporada nesta tarde, às 17h. Jogando ao lado de seu torcedor, o Tricolor do Morumbi aposta suas fichas no atacante Diego Souza, principal contratação do clube no ano e referência no sistema ofensivo do time montado pelo técnico Dorival Júnior. Por sua vez, o Peixe deposita as esperanças no talento de Gabigol, que de volta ao clube da Vila Belmiro já fez dois gols em dois jogos. A partida é válida pela 8ª rodada do Campeonato Paulista.

Embora tenham características diferentes, Diego Souza e Gabigol exercem funções similares em suas equipes. Enquanto o são-paulino é um jogador com maior capacidade criativa, o Menino da Vila destaca-se entre os demais por sua qualidade na finalização. Ambos atuam como centroavantes e têm total liberdade para saírem da área e ajudares na construção das jogadas.

A função de falso 9 tem ajudado as duas equipes neste início de temporada. Se Diego Souza ainda não deslanchou a fazer gols com a camisa do São Paulo (dois gols em sete jogos), sua presença em campo é de extrema importância para o funcionamento do esquema tático montado pelo técnico Dorival Júnior. Isto porque, o camisa 9 do Tricolor sai da área e leva consigo a marcação de um ou dois zagueiros, abrindo espaço para o avanço dos pontas.

Depois uma temporada e meia no futebol europeu, Gabigol voltou ao comando da frente do Santos. Dono da camisa 10, o jovem atacante de 21 anos é usado pelo técnico Jair Ventura como o último 1 do esquema 4-1-4-1.

O centroavante, por seu faro goleador e facilidade no drible, passou a ficar mais fixo na última linha ofensiva, mas tem liberdade para a movimentação e na disputa de bola e busca de jogo. Em dois jogos anotou dois gols.

Eduardo Sasha, anteriormente usado como falso 9 quando Jair sacou Rodrigão do time, passou a ajudar Gabriel com a movimentação na frente. O reforço tem boa recomposição e disputa de bola, o que antes o setor não tinha.

Nesta tarde, os centroavantes estarão frente a frente no San-São. Ambas as equipes foram derrotadas nos clássicos que disputaram (Corinthians 2x1 São Paulo; Palmeiras 2x1 Santos). Líderes de seus respectivos grupos no Paulistão, tanto São Paulo como Santos prometem ir ao ataque no Morumbi. A sorte está lançada.