Grêmio x Internacional

                        Edílson e Dourado foram expulsos no Gre-Nal 411 (Foto: Jeferson Guareze/AGIF/Lancepress!)

LANCE!
23/10/2016
21:01
Porto Alegre (RS)

Conforme era esperado, o técnico Celso Roth lamentou muito a expulsão do volante Rodrigo Dourado durante o Gre-Nal deste domingo, o de número 411 da história. Na visão do treinador colorado, o cartão vermelho recebido pelo camisa 13, considerado injusto, prejudicou o Colorado no duelo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. A atuação do árbitro Francisco Carlos do Nascimento foi criticada pelo técnico, que garantiu ter deixado o clássico frustrado com a igualdade. Clique aqui e saiba como foi o lance a lance da partida.

– Quando achamos o equilíbrio (no jogo), o árbitro fez um papelão. Expulsou nosso jogador que dava o equilíbrio, a transição, quando teve a decisão para compensar. A expulsão (do gremista Edílson) foi correta, mas a do Rodrigo (Dourado) foi uma compensação. Ele não fez nada. Não sei o que ocorrerá na súmula. Fica difícil. Ali tirou um pouco da nossa força. O Grêmio deixava espaços. O Rodrigo antecipava, pegava a segunda bola – disse Roth, em coletiva, antes de completar:

– Depois da expulsão, precisávamos recompor. Fomos prejudicados. Mexeu no meio-campo. A arbitragem tem suas interrogações. Saímos daqui amargando um empate. Poderia ser melhor.

Roth exaltou o fato de o seu Internacional ter conseguido conter o ímpeto do Grêmio, que teve mais posse de bola e volume de jogo, mas garantiu que não ficou satisfeito com o empate obtido na Arena:

– Montamos uma estratégia. Ela funcionou. O Grêmio não teve oportunidades. As chances claras foram do Inter, com Vitinho e Sasha. Saio amargando um empate. Foi um jogo disputado, de muita marcação, bem Gre-Nal.

O Internacional foi aos 37 pontos na tabela, segue fora da zona de rebaixamento e também celebrou as derrotas de Vitória e Sport, concorrentes na luta contra o Z4. O Colorado voltará a atuar pela competição no próximo sábado, quando receberá o Santa Cruz, às 18h30, no Beira-Rio.