Internacional x Grêmio

                                      Roger Machado durante o Gre-Nal 410 da história (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

LANCE!
03/07/2016
15:10
Porto Alegre (RS)

A primeira vez costuma não se esquecer. Pois a vitória do Grêmio diante do rival Internacional neste domingo, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro está na história. Não por ter sido "apenas" a de número 128 no confronto – são 157 do Inter e 128 igualdades. Mas por ter sido a primeira no novo Beira-Rio, reformado para a Copa de 2014. O técnico Roger Machado destacou tal fato para, depois, exaltar sobre o ganho de confiança dos seus comandados após o triunfo na casa colorada.

Sempre sereno, Roger – que após uma derrota e um empate venceu o primeiro Gre-Nal contra Argel – exaltou a importância da vitória conquistada no campo adversário após três derrotas e um empate desde a reinauguração do estádio colorado. Vitória que, segundo ele, garantirá bons frutos.

– Vencer clássico sempre é bom. Na casa do rival, melhor ainda. Vencer clássico atuando bem e não sofrendo gols, fazendo história. Essa foi a primeira vitória no Beira-Rio novo. Não é só para o torcedor. Tem um impacto muito bom para nosso grupo. Não sofrer gols gera segurança e confiança dos nossos jogadores. O receio é sofrer com a bola parada. Hoje (domingo), não entrou. Defendemos bem, as alterações nos deram consistência. Vencer já é bom, mesmo que a diferença seja apertada, com o placar zerado, gera maior confiança – disse o treinador gremista, em coletiva.

Roger evitou citar qualquer tipo de provocação após os dizeres de Argel Fucks sobre o desejo de "passar o trator por cima dos caras" no Gre-Nal e reconheceu que o Inter foi superior no segundo tempo.

– Os atletas recebem isso. É inegável, mas eu não uso. Tenho outros elementos muito mais importantes. O primeiro tempo foi equilibrado e conseguimos o gol. A gente tem que cuidar bem do nosso velhinho (falando de Douglas, autor do gol), porque ele bem descansado é isso que pode nos oferecer, tivemos uma nuance de vantagem – destacou o técnico, antes de completar:

– O Inter voltou acelerado, nos empurrou, e a gente passou dez, 12 minutos nos defendendo, até que conseguimos segurar um pouco a bola. Estávamos com pouca retenção de bola. O clássico foi limpo.

A vitória deste domingo ainda

O Grêmio foi aos 24 pontos na tabela do Brasileirão, segue no G4 e pode terminar a rodada na vice-liderança, caso o Corinthians não supere o Flamengo. O Tricolor voltará a atuar pela competição no próximo domingo, diante do Figueirense, na Arena, às 16h.