HOME - Guerrero e Rodrigo - Flamengo - Vasco (Fotos: AGIF/Fotoarena)

Cara de final! Guerrero e Rodrigo vão travar novo duelo no Flamengo e Vasco deste domingo (Fotos: AGIF/Fotoarena)

LANCE!
24/04/2016
08:15
Manaus (AM)

Rivalidade, provocações, beliscão, cotovelada, julgamento, absolvição para um, punição para outro, polêmica e briga nos tribunais por um efeito suspensivo. Esses foram alguns dos ingredientes do segundo confronto entre Rodrigo e Guerrero nesta temporada. E quase como que em uma saga que sai dos quadrinhos para as telas do cinema, a história terá a “Parte III“, e, desta vez, valendo mais que apenas o triunfo. O vencedor deste terceiro duelo manterá viva a possibilidade de ser campeão carioca. O zagueiro vascaíno e o atacante rubro-negro voltam a estar frente a frente neste domingo, às 16h (de Brasília), em Manaus. Um buscando fazer gols, o outro, evitá-los e este encontro terá transmissão em Tempo Real pelo site do LANCE!

Com um bom retrospecto nos últimos clássicos, Rodrigo se mostra orgulhoso, porém, ressalta que a cada jogo com o Flamengo uma história diferente é escrita e que, para enfrentar Guerrero, tem sempre de estar muito atento para que não saia de campo derrotado.

– Entro com o objetivo de nenhum centroavante fazer gol, é a minha posição. Tenho que marcar meus adversários. Com ele, tenho levado vantagem, mas cada jogo contra o Flamengo é difícil. Cada jogo você tem que estar bem, tem que estar com a concentração lá em cima. A repercussão é grande quando marco jogadores desse nível, fico orgulhoso. Não é qualquer centroavante que você marca e marca bem, não deixando ele fazer gols – disse, em recente entrevista ao SporTV.


Após o último duelo, Guerrero, que tem um jeito mais discreto, não quis polemizar e garantiu que o que aconteceu entre eles foram situações normais de jogo, mas não deixou de ironizar o adversário.

– Não foi nada. É coisa de jogo. Pergunta lá para o Rodrigo como que ele está — avaliou, referindo-se às reclamações dos vascaínos quanto à cotovelada.


Mesmo um sendo atacante e outro zagueiro, no clássico, apenas um dele já balançou a rede. E a resposta não é óbvia. Contra o rival, o camisa 9 rubro-negro ainda não conseguiu “acabar com o caô”. Já Rodrigo, contribuiu para o triunfo no segundo turno do Brasileiro do ano passado, por 2 a 1, de virada, quando marcou de falta.

Cada um com sua arma, uma nova luta acontecerá nesta tarde e apenas um sairá sorrindo.

Novo julgamento

A polêmica envolvendo Rodrigo e Guerrero no jogo entre Vasco e Flamengo, válido pela Taça Guanabara, disputado no dia 30 de março, em Brasília, ainda não terminou. Um novo capítulo será escrito na próxima terça-feira, quando os jogadores serão julgados pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva-RJ.

No primeiro julgamento, no último dia 12, o zagueiro do Vasco, enquadrado no artigo 258 (conduta contrária à disciplina), poderia pegar um gancho de até seis jogos, mas pegou apenas uma partida de suspensão. Já o atacante Rubro-Negro, que foi denunciado no artigo 254-A por agressão física pela procuradoria do tribunal, saiu impune.

O procurador-geral Andre Valentim entrou com um recurso pedindo uma nova audiência para Guerrero, que foi concedido. Como Rodrigo ganhou efeito suspensivo, ele será julgado novamente pelo Tribunal, desta vez em segunda instância.

Se o Vasco passar de fase e Rodrigo for punido, teria que cumprir a suspensão na final do Carioca. O mesmo vale para o atacante em caso de vitória Rubro-Negra e possível punição do peruano.