Robinho Atlético-MG x Tombense

                    Robinho celebra diante do Tombense, na Arena Independência (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

LANCE!
07/03/2016
18:26
Belo Horizonte (MG)

Ao ser apresentado pelo Atlético-MG, Robinho garantiu que um dos seus objetivos era voltar a defender a Seleção Brasileira. Nesta segunda, um dia após marcar três vezes pelo Galo diante do Tombense, o camisa 7 concedeu coletiva na Cidade do Galo e foi indagado sobre tal desejo. Segundo o atacante, atuar novamente pela Amarelinha será uma consequência caso tenha bom desempenho com a camisa atleticana. 

– O principal objetivo é estar bem no Atlético, ter um grande ano aqui, e seleção é consequência. Claro que é o sonho de qualquer jogador, mas o que vai me levar para a seleção é estar bem aqui no Galo, jogando bem, o time jogando bem – destacou Robinho, antes de completar:

– Acho que cada jogo que passa a gente vai ficando mais entrosado. Então é tudo consequência. Meu objetivo principal agora é ajudar o Galo nas competições que a gente está disputando.

Robinho alcançou, diante do Tombense, um hat-trick pela quarta vez na carreira, encerrando um jejum que durava desde o último, em 2008, pelo Manchester City. E ele destacou qual dos três gols marcados na Arena Independência foi o seu preferido:

– O primeiro é sempre mais difícil. Ainda mais de cabeça, que não é meu ponto forte. Claro que todo gol é importante, mas acho que o de cabeça foi o mais bonito – disse Robinho, antes de "refutar" o papel de artilheiro:

– A gente trabalha para fazer gols sempre. Não é fácil, mas espero seguir marcando. Mas independente de quem faça, o importante é o Atlético seguir marcando.


Com a chegada de Robinho e, posteriormente, a de Clayton, que ainda não estreou, o ataque atleticano passou a ter ainda mais opções. Segundo Robinho, o "problema" é do técnico Diego Aguirre. 

– Acho que toda formação é válida. Somos um time muito ofensivo, comigo, com Luan e o Pratto, mas a marcação começa do ataque.

O Robinho de Atlético terá o Colo-Colo como rival na próxima quinta, em Santiago, pela terceira rodada do Grupo 5 da Libertadores. O Galo, com seis pontos, é o líder da chave. A equipe chilena vem na sequência, com quatro.