Bussunda - coluna

(Imagem: Arquivo LANCE!)

LANCE!
16/06/2016
08:10
Rio de Janeiro (RJ)

Revista A+, 2002

A ida de Zico para a seleção do Japão
Bussunda


Essa história de Zico ser técnico da seleção japonesa lembra aquela piada do gênio da lâmpada. Imagine que, logo depois da Copa de 2002, o Blatter, presidente da Fifa, estava andando na rua e, de repente, se viu frente a frente com o Galinho de Quintino.

- Zico, que bom te encontrar. Você, que é um gênio do futebol, tenho um pedido para te fazer.

- Pois não, presidente - respondeu o Galinho.

- Nós não podemos perder o mercado asiático que ganhamos com essa Copa. Quero que aceite ser o técnico do Japão e ensine esses japas a jogar até a próxima Copa.

- Ensinar em quatro anos? Desculpe, mas não vai dar.

- Tudo bem, então te peço outra coisa. O Flamengo está numa crise danada, é um clube muito popular e isso é muito ruim para os nossos negócios. Quero que assuma presidência do Flamengo e tire o clube do atoleiro.

- Seu Blatter, quanto é mesmo que eles estão pagando lá no Japão? - finalizou.