Nathan zagueiro sub-15 do Nova Iguaçu (Foto: Bernardo Gleizer/NIFC)

Nathan é uma das referências do time sub-15 do Nova Iguaçu (Foto: Bernardo Gleizer/NIFC)

RADAR/LANCE!
13/11/2015
11:57
Nova Iguaçu (RJ)

A equipe sub-15 do Nova Iguaçu tem na sua defesa um representante muito fiel da ótima campanha que o clube vem fazendo na temporada. Nathan, zagueiro de muita técnica, conseguiu se destacar sem alarde e tornou-se uma das lideranças da equipe. Com ele e mais dez guerreiros - além dos sete suplentes -, o Nova Iguaçu visita o Fluminense neste sábado, às 15h30, nas Laranjeiras, na decisão da Taça Rio.

Para chegar à grande final, o Nova Iguaçu repetiu a ótima campanha que fez na Taça Guanabara, terminou a primeira fase na terceira colocação (com dez vitórias e apenas duas derrotas) e eliminou o Flamengo dentro da Gávea nas semifinais. O vencedor de Fluminense x Nova Iguaçu, além de conquistar a Taça Rio, ganha o direito de disputar o título estadual contra o Vasco da Gama.

- Estamos prontos e acostumados a jogos decisivos. Precisamos manter a concentração e conter a pressão inicial que o Fluminense vai fazer. Temos que manter a pegada do jogo contra o Flamengo e reproduzir o que é feito nos treinos. Na base, o Nova Iguaçu joga de igual para igual com qualquer um, não tem essa de ser um clube de menor expressão. Vamos brigar pelo título com todas as forças - afirmou Nathan.

A faixa de capitão neste sábado estará no braço esquerdo de Nathan, já que o atacante Silva não poderá jogar por estar servindo a Seleção Brasileira Sub-15. Ele é um exemplo do trabalho de excelência que é feito na base do Nova Iguaçu. Nathan chegou ao clube com apenas sete anos, na Escola de Futebol Laranjinha, e passou a integrar o quadro de atletas do NIFC com nove anos, com o técnico Ronaldo Lima.

Bem novinho, ele vinha de Belford Roxo para Nova Iguaçu três vezes por semana com a avó Luzia, de ônibus, para treinar na Escola Laranjinha e, posteriormente, dentro do Centro de Treinamento do NIFC. Começou como lateral-direito, depois atuou como volante e virou definitivamente zagueiro, com muita classe, técnica e liderança, este ano, chamando a atenção de quem vê os jogos.

Apesar de ainda ser uma criança com seus 15 anos, Nathan passou mais da metade de sua vida brincando, treinando e jogando no Nova Iguaçu. Já são oito anos de casa. Esse carinho todo o motiva ainda mais a conduzir o clube ao título da Taça Rio Sub-15, levando o nome do Nova Iguaçu cada vez mais longe e orgulhando toda a comunidade da Baixada Fluminense.

- Fui nascido e criado aqui e vejo muitas pessoas falando do Nova Iguaçu, gente que nem conhecia o clube e passou a conhecer agora com a nossa campanha. Tenho um carinho enorme pelo clube, e meu sonho é ver o Nova Iguaçu na Série A do Campeonato Brasileiro, ou quem sabe disputando uma Libertadores. Vamos chegar lá - projetou o zagueiro, com um discurso de gente grande.

Nova Iguaçu e Fluminense se enfrentaram duas vezes no Campeonato Carioca Sub-15 este ano. Na Taça Guanabara, o Tricolor levou a melhor, vencendo por 3 a 2 em Xerém com gol já no finalzinho. Porém, na Taça Rio, a Laranja da Baixada jogou em casa e deu o troco: venceu por 2 a 1. O histórico prevê um confronto para lá de equilibrado e de ótimo nível técnico. Que vença o melhor!