LANCE!
22/06/2016
21:22
Campinas (SP)

Portugal deixou a desejar na última Copa do Mundo – foi eliminado ainda na fase de grupos –, mas o técnico Paulo Bento, que comandou Cristiano Ronaldo & Cia. no Mundial do Brasil, conseguiu comemorar seu retorno a Campinas, cidade que recebeu a preparação lusa para a Copa de 2014. Com dois gols de Arrascaeta, um de Henrique e outro de Alisson, a Raposa goleou a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Triunfo que amenizou o momento ruim do time na competição. Clique aqui e confira como foi o lance a lance do duelo.

O Cruzeiro comprovou ser um visitante indigesto ao vencer pela terceira vez na condição de visitante e foi aos 11 pontos – todas as vitórias do time no Brasileirão foram alcançadas fora de casa. Agora, a Raposa fica na expectativa pelos outros resultados da rodada para tentar se manter fora da zona de rebaixamento. Já a Ponte, derrotada pela segunda vez no Moisés Lucarelli, segue com 13. A Macaca pode terminar a rodada mais longe do G4.


PRÓXIMOS JOGOS

O Cruzeiro voltará a atuar pelo Brasileirão no próximo sábado, quando receberá o Palmeiras, no Mineirão, às 19h. Já a Ponte Preta visitará o Vitória, no dia seguinte, às 16h. O duelo será no Barradão, em Salvador.

CRUZEIRO APROVEITA FALHAS RIVAIS E ABRE VANTAGEM

A Ponte até tentou tomar a iniciativa nos primeiros minutos, mas não soube ser eficaz. Eficácia que o Cruzeiro teve. Bruno Viana quase marcou aos sete , após cobrança de falta. O gol viria no lance seguinte. Escanteio, falha de Roger e gol de Henrique. A equipe de Campinas buscou uma reação imediata, mas a boa jogada pela direita terminou com a finalização de Felipe Azevedo para a defesa de Fábio. Faltava inspiração para a Ponte em Campinas.

O Cruzeiro, por sua vez, continuou aproveitando os erros cometidos pelo adversário. Atento, Mayke roubou bola de Clayson e serviu Arrascaeta, que fez Cruzeiro 2 a 0 em contra-ataque perfeito. A Raposa não era brilhante, mas transbordava eficiência quando tinha chances. Foram três finalizações no primeiro tempo, todas em direção ao goleiro João Carlos e dois gols. Já a Ponte Preta, carente de mais criatividade, sofreu para transpor a marcação bem postada do rival.

Ponte Preta x Cruzeiro
Observado por Lucas Romero, Renê Júnior finaliza no Moisés Lucarelli                              (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Lancepress!)

MUDANÇAS DA PONTE E... GOL DO CRUZEIRO

O técnico Eduardo Baptista tentou tornar a Ponte mais criativa e agressiva para a etapa final proporcionando as entradas de Ravanelli e William Pottker. Tentativa que não se mostrou eficaz. Foi o Cruzeiro que, esperando o momento certo para atacar, marcou. A finalização de Riascos parou no braço direito de Fábio Ferreira, que estava dentro da área. Pênalti que Arrascaeta cobrou e fez, se redimindo da penalidade desperdiçada contra o Grêmio. Cruzeiro 3 a 0 aos nove minutos da etapa final.

POLÊMICA EM NOVO PÊNALTI E GOLEADA DEFINIDA EM CAMPINAS

A Ponte passou a ter mais posse de bola diante de um rival bem posicionado em campo e que buscava os contra-ataques. Ponte que não teve a qualidade esperada para iniciar uma possível reação. Quem marcou foi o Cruzeiro e após certa dose de polêmica. O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva marcou pênalti de Reinaldo em Willian, após disputa de bola. Ele entendeu que o lateral puxou o atacante cruzeirense, o que garantiu muita reclamação dos atletas pontepretanos. Coube a Alisson cobrar e fazer o quarto gol da Raposa.  A Ponte até criou chances nos minutos finais, mas não vazou Fábio. 

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 4 CRUZEIRO


Local: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)
Data-hora: 22/6/2016 – 19h30
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Auxiliares: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Público/Renda: 4.182 pagantes/R$ 67.060,00.
Cartões amarelos: Kadu, Reinaldo e Wellington Paulista (PPO); Lucas Romero, Arrascaeta e Willian (CRU)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Henrique, 7'/1ºT(0-1), Arrascaeta, 20'/1ºT(0-2), Arrascaeta, 9'/2ºT(0-3) e Alisson, 32'/2ºT(0-4).

PONTE PRETA:
João Carlos; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior (Ravanelli, Intervalo) e Cristian (William Pottker, Intervalo); Felipe Azevedo, Clayson e Roger (Wellington Paulista, 19'/2ºT) – Técnico: Eduardo Baptista.

CRUZEIRO: Fabio, Mayke, Bruno Viana, Bruno Rodrigo (Fabrício Bruno, 39'/2ºT) e Bryan; Bruno Ramires, Henrique, Lucas Romero e Arrascaeta (Bruno Nazário, 32'/2ºT); Alisson e Riascos (Willian, 22'/2ºT) – Técnico: Paulo Bento.