Oswaldo de Oliveira

Oswaldo de Oliveira não aprovou a postura de sua equipe (Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife)

RADAR/LANCE!
12/06/2016
14:53
Curitiba (PR)

O Sport conheceu neste domingo a sua quarta derrota no Campeonato Brasileiro. Diante do Coritiba, fora de casa, a equipe rubro-negra chegou a sair na frente do marcador, mas perdeu, por 3 a 2, estacionou nos cinco pontos e entrou na zona do rebaixamento. 

Logo após mais um revés, o técnico Oswaldo de Oliveira lamentou "gols inadequados" que os seus "desatentos" e "desconcentrados" comandados levaram durante o duelo. 

- Nós conseguimos fazer os dois gols (ambos marcados por Diego Souza) criando jogadas, que é para o que a equipe está se preparando. Infelizmente, tivemos momentos de muita desatenção e desconcentração. Não era um jogo de grande pressão do adversário, pelo menos até a expulsão do Matheus Ferraz. Esse comportamento inadequado nos levou a sofrer gols e tirou a possibilidade de somar pontos - analisou. 

Oswaldo não chegou a criticar Ferraz diretamente. No entanto, quando perguntado sobre a expulsão do zagueiro, o treinador admitiu que o desempenho do Sport foi prejudicado após a saída dele, que ainda falhou após perder a bola no segundo gol coritibano.

- O Ferraz foi titular ano passado e vi ele muito bem. Não há restrições nesse sentido. Todo jogador tem direito a cometer falhas. Qualquer jogo sofre instabilidade quando se sofre uma expulsão e com a maneira inadequada que sofremos os gols. Sofremos um gol de escanteio que não havíamos levado ainda esse ano e hoje falhamos. Mas é claro que a expulsão debilita a equipe - disse Oswaldo de Oliveira.

O próximo desafio do Sport, atualmente em 17º na tabela, será nesta quarta-feira, contra o Santos, na Vila Belmiro. A partida será válida pela oitava rodada do Brasileirão, às 21h (de Brasília).