Apresentação - Atlético-PR x Chapecoense

Apresentação - Atlético-PR x Chapecoense

LANCE!
04/10/2016
18:09
Curitiba(PR)

A mudança de G4 para o G6 no Campeonato Brasileiro serviu para dar chances para que mais times possam sonhar com a disputa da Taça Libertadores da América em 2017. Duas dessas equipes afetadas são a Chapecoense e o Atlético-PR, que se encaram nesta quarta-feira, às 19h30, na Arena da Baixada. 

Último integrante do G6, com  42 pontos, o Atlético-PR sonha mais alto. De acordo com o treinador Paulo Autuori, o objetivo do Furacão é, desde o início do Campeonato, o G4. Sendo assim, é necessário vencer, pular para os 45 pontos, e se aproximar do Santos, o quarto, com 48 pontos. 

  - Vamos continuar pensando em G-4. É aquilo que falei, não vou mudar absolutamente nada. O campeonato está muito competitivo em um nível médio, não é um nível alto. Temos que lutar pelo que foi nosso objetivo desde sempre. Por que iria mudar no meio do caminho? Seria um fator de comodismo, que é algo que a gente briga muito para que nenhum de nós esteja acomodado em relação aquilo que já fez. Vai beneficiar só no fim, vamos ver aqueles que estarão envolvidos no G-6 e poderão disputar a Libertadores- disse o comandante. 

Já a Chapecoense, que vem de três jogos sem vitória, enxerga no jogo, além da oportunidade de se reerguer, uma chance de encostar no G6. Os catarinenses estão em 11°, com 38 pontos, quatro atrás do próprio Atlético-PR, que fecha  o G6. Portanto, é um jogo de " seis pontos".

Os planos da Chape, ao contrário do Atlético-PR, são mais modestos. De acordo com o vice-presidente de Futebol do Verdão do Oeste, Maurinho Stümpf, esta é a meta a partir de agora. 

-  Para quem está em dificuldades nas últimas rodadas, pode se deparar com clubes com ambição de chegar no G-6, como nós mesmos. Isso abre uma possibilidade, talvez remota, mas muito motivacional para quem não esperava ter esse alcance. A mudança, nessa altura, é expressiva da forma que muitos clubes vão tratar o Brasileiro daqui para frente- disse. 

Como jogam 

Em relação ao time que perdeu para o Santos por 2 a 0, o rubro-negro chega com duas mudanças: o goleiro Weverton, convocado para a Seleção Brasileira abre brecha para Santos jogar. Na lateral-direita, Léo, após cumprir suspensão, retorna no lugar de Rafael Galhardo.

Já a Chape, que vem de uma goleada sofrida em casa, deve ter uma mudança no esquema tático: sai o tradidiconal 4-4-2 e entra o 3-5-2. Neto, Thiego e Filipe Machado devem ser os zagueiros.