Nico López

    Novo camisa 7 colorado, Nico foi apresentado pelo vice futebol Carlos Pellegrini e pelo 1º vice-presidente Pedro                                                                                         Affatato (Foto: Ricardo Duarte/Inter)

LANCE!
20/07/2016
18:55
Porto Alegre (RS)

Nico López recebeu um contato especial e bastante significativa antes de ser oficializado como reforço do Internacional. Andrés D'Alessandro, um dos principais jogadores da história recente do Colorado e que está emprestado ao River Plate até o fim deste ano, ligou para o atacante uruguaio, garantindo boas referências do Colorado. Foi o que o motivo jogador, apresentado na tarde desta quarta-feira, no Beira-Rio, revelou.

– O D’Alessandro é um craque. Ele me chamou (ligou) no final de semana e me contou como é trabalhar aqui, disse que eu ia ser bem recebido. É um orgulho. Espero tê-lo como companheiro em greve. Ele disse que é um grupo bom. Fiquei muito feliz pela ligação, assim como estou feliz por estar aqui no Inter – disso Nico, de 22 anos, que se destacou pelo Nacional na última Libertadores e pertencia a Udinese, da Itália.

Nico López utilizará a camisa de número 7 no Inter. Número que já foi utilizado pelo conterrâneo Forlán. Ele chega ciente da responsabilidade e motivado para corresponder às expectativas depositadas em seu futebol:

– Chego muito motivado. Se demoro o anúncio foi por problemas pessoais e não por decisão minha. Sei que é uma oportunidade importante é uma equipe muito grande. Tem uma grande torcida, com muitos sócios.

O novo reforço colorado garantiu que pode jogar em mais uma posição no ataque e se colocou à disposição para estrear o quanto antes pelo Colorado.

– Sou um atacante técnico e rápido. Essas são minhas características. Gosto de jogar em todas posições do ataque, sou um jogador técnico e de movimentação – disse, antes de completar:

– Estava fazendo pré-temporada, então estou bem fisicamente. Espero jogar o mais breve possível. Vou dar tudo de mim para ajudar o Inter.

Nico López se destacou em seu retorno ao Nacional, clube que o revelou, no primeiro semestre deste ano. Foram 21 jogos e 11 gols, sendo quatro na Libertadores – foram dois contra o Palmeiras e diante do Corinthians.

O Colorado confirmou ter adquirido 50% dos direitos econômicos do jogador. A tendência é que o clube, com o auxílio do investidor Delcir Sonda, do Grupo DIS, desembolse 11 milhões de dólares (R$ 35 milhões) para a Udinese.