Cássio (Foto: Divulgação)

Cássio (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCEPRESS!
07/01/2016
21:31
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de sete anos fora do futebol brasileiro, o meia atacante Cássio retorna para defender a Portuguesa no Campeonato Carioca. O jogador, que iniciou a carreira nas categorias de base do Vasco da Gama, teve passagem pelo Bonsucesso, antes de ir para o futebol, da Grécia. Com seu retorno, Cássio fala da felicidade de poder estar de novo em casa e ajudar a Portuguesa em seu projeto no cariocão.

- Estou muito feliz em estar voltando para casa, passei minha base toda aqui no Rio, muito feliz por estar fazendo parte desse projeto na Portuguesa, espero muito poder ajudar com meu trabalho e minha experiência, mesmo sendo jovem, mas o trabalho está sendo muito bem feito e espero muito que a gente possa conseguir algo maior - disse.

Buscando a adaptação mais rápida, Cássio conta com a ajuda de seus novos companheiros para ser uma das referências na competição. Avisa que é um jogador que gosta de dar assistência e esse será o forte para ajudar a Portuguesa a conseguir os resultados positivos.

- Se Deus quiser, vamos trabalhar forte para a minha adaptação, fiquei sete anos na Europa e pretendo muito ser, junto com meus companheiros, uma referência sim. Jogo muito de meio atacante, já joguei de atacante, mas prefiro vir de fora, finalizar de fora, dar assistência, esse é meu forte - comentou o atleta.

Com a experiência de ter jogado no exterior, Cássio ressaltou a queda que o futebol brasileiro teve junto com a derrocada da seleção, mas avisa que somente os jogadores podem reerguer o futebol brasileiro.
-Na verdade, antes quando eu cheguei na Europa, o Brasil era muito comentado. Hoje em dia, devido à queda da Seleção Brasileira o futebol brasileiro está ficando um pouco esquecido e quando o brasileiro chegava lá fora, ele era “o cara”, hoje quando está chegando ele é dúvida. Temos que melhorar muito o futebol nacional para poder dar visibilidade para os outros. Encerrou.

A Portuguesa estreia no Luso Brasileiro contra o Tigres do Brasil, dia 30 de janeiro, às 17h.