Madureira x Cabofriense

Madureira venceu a primeira nesta Carioca nesta terça-feira (Foto: Andreia Maciel)

RADAR/LANCE!
03/02/2016
20:25
Rio de Janeiro (RJ)

Na tarde desta quarta-feira foram realizadas três partidas pela segunda rodada do Campeonato Carioca. Em Conselheiro Galvão, o Madureira venceu de virada por 4 a 2 a Cabofriense. Na Ilha do Governador, o Resende (mandando seus jogos no campo da Portuguesa) empatou em 1 a 1 com o Volta Redonda. E o resultado mais expressivo ocorreu em Bacaxá, onde o Boavista goleou por 4 a 0 o Friburguense.


TUDO IGUAL

A partida no Luso Brasileiro entre Resende e Voltaço impressionou pelo público que a Ferj divulgou. Apenas 115 pagantes, sendo que a sensação era de uma audiência ainda menor na Ilha. Melhor na primeira etapa, o Resende saiu na frente com um gol de Leo Silva no último minuto da etapa inicial. Com boas substituições promovidas pelo técnico Feliep Surian, o Volta Redonda dominou a segunda etapa e chegou ao gol aos 35 minutos, quando Marcelo apareceu bem escorando um cruzamento.

- Quem veio a campo com certeza viu que nosso time, depois de ter entrada um pouco disperso, encontrou o rumo no segundo tempo. Este empate foi bom,. Era uma partida fora de casa contra o mais perigoso dos tiomes do interior - disse Felipe Surian.

Com o resultado, o Resende foi para quatro ponto no Grupo A. O Volta Redonda também foi para quatro pontos, no Grupo B.

MADURA DE VIRADA

Em Madureira, um jogo com muitas emoções. A Cabofriense começou equilibrando a partida e saiu na frente com um gol de Carlinhos aos 12 minutos e conseguiu administrar a vantagem até o fim do primeiro tempo, quando levou dois gols relâmpagos, aos 40 (com Ernani) e 41 minutos (Daniel). No segundo tempo o Madureira foi melhor. Mas tomou um susto quando, aos 12 minutos, Franco empatou a partida. Só que o Tricolor Suburbano se manteve calmo em campo e voltou a ficar na frente com um gol de falta de João Carlos, aos 29. Depois, num contra-ataque, o mesmo João Carlos marcou 4 a 2, fechando o placar.

O Madureira obteve os primeiros três pontos e deixou a lanterna do Grupo B. A Cabofriense tem um ponto no Grupo A.

- Soubemos superar a ansiedade por causa da derrota para o Vasco, que foi bem ruim para nós. Felizmente construímos um bom resultado que volta a colocar o nosso time na briga pela classificação. Tenho a certeza de que agora a tranquilidade voltará - disse o técnico Alfredo Sampaio.

Para Gilson, um dos destques da Cabofriense, a derrota não pode ser considerada o fim do mundo:

- Começamos bem, colocando a bola no chão. Vi a partida como muito equilibrada, mas faltou-nos atenção num determinando momento do jogo. Eles aproveitaram melhor as chances e venceram.


EM BACAXÁ

Depois de começar bem o primeiro tempo, segurando o Boavista sem muita dificuldade, o Friburguense teve um branco geral no finzinho da etapa, levando dois gols aos 44 e 47 minutos, marcados por Guilherme Costa e Matheus Paraná. A diferença fez o time de Friburgo voltar muito nervoso do intervalo e o Boavista aproveitou muito bem a presa fácil que teve pela frente para fazer mais dois gols - com Leandrão e mais uma vez Matheus Paraná, aos 9 e 20 minutos - para construir a maior goleada do Carioca.

O Boavista tem quatro pontos no Grupo A. O Friburguense segue com três pontos no Grupo B.