Leonardo Silva e Levir Culpi (Foto: Bruno Cantini/CAM)

Leonardo Silva e Levir Culpi conversam em treino do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/CAM)

RADAR/LANCE!
23/11/2015
15:34
São Paulo (SP)

O futuro de Levir Culpi no Atlético-MG segue indefinido. No entanto, se depender da vontade do treinador, ele fica no Galo para a próxima temporada. Em entrevista ao programa Bate-Bola da ESPN, ele afirmou que um contato inicial entre as partes já aconteceu.

- Não sei o que vai acontecer. A única coisa concreta é relacionada com Atlético, que me procurou e fez uma proposta, passei contraproposta, estou aguardando e oficialmente é somente isso o que eu tenho. Não tenho agente nenhum para resover meus problemas. Tudo é direto comigo e não tem mais nada. Minha ultima renovação, o Kalil foi lá em Curitiba e em 5 minutos estava tudo certo. Minha vontade é continuar o trabalho no Atlético Mineiro, caso permaneça no Brasil - declarou.

Levir listou também os fatores que o levam a crer em um acerto com o Atlético-MG e também pela preferência em seguir no clube mineiro. Mas ressaltou que independente do desfecho da negociação, torce apenas para que ela aconteça em breve para evitar prejuízos para ambas as partes.

- MInha neta acabou de nascer. Minha mulher não vai querer ficar longe do bebe. No Atlético, o elenco está renovado em 90% e a possibilidade de fazer um bom trabalho é ótima, muito melhor do que começar do zero, mas vamos decidir. Como disse, não gostaria muito de sair, mas se um cara vier e falar "vou ter um projeto, o seguinte trabalho", eu sei que projeto para um treinador no futebol brasileiro não existe. Mas vai que me alguém me conta uma mentira e me convença - declarou.


Com a indefinição sobre a renovação, novos de outros profissionais começam a ser especulados. Muricy Ramalho é um que começa a ganhar força em Minas Gerais. No entanto, Levir acredita que o companheiro de profissão só inicie qualquer conversa com a diretoria atleticana caso não permaneça no clube.

- Não me surpreende se o Atlético tiver sondado o Muricy. Se tem problema de algo ter empacado, imagino que quem não deixa correr é o Muricy. Eu o conheço, ele não vai querer conversar até que o Atlético diga que estou fora e aí ele conversa. Logo, quanto antes melhor. Por isso acho burrice não ter me procurado logo para falar que estou fora, pois seria perda de tempo e o Muricy tem conceitos diferentes do meu e vai querer implantar. E o Atlético tem cinco competições em 2016 e precisa planejar. Esse é um tipo de coisa que quanto antes se decidir, melhor - analisou.