LANCE!
06/01/2017
09:39

Cadastre-se no LANCE! ESPRESSO

*|MC:SUBJECT|*
Se você não conseguir visualizar, clique aqui

As perspectivas do esporte muito além da informação. De segunda a sexta, um resumo do que foi notícia e o que de mais importante vai acontecer. Uma seleção do LANCE! com comentários e análises de Luiz Fernando Gomes. Saboroso como um café espresso. Para comentar: lfgomes@lancenet.com.br

O Maraca é nosso!

A edição de hoje do diário LANCE! (leia também em www.lance.com.br) publica editorial com duras críticas à postura do governo do Estado em relação ao futuro do Maracanã. O texto alerta que a indefinição atual põe em risco um patrimônio que não é apenas do Rio ou dos cariocas, mas de todos os brasileiros. E aponta que a insistência do governo estadual de não realizar uma nova licitação, tornando o processo totalmente claro e amplamente aberto aos interessados, como querem Flamengo e Fluminense, contraria o bom senso  e passa ao largo do sentimento nacional de que é preciso tratar da coisa pública com transparência e com espírito republicano.

 

Situação preocupante

A tendência do estado em impor o consórcio formado pela empresa francesa Lagardère e a nacional BWA, com apoio da Ferj, inviabilizará o Maracanã já que a dupla Fla-Flu não admite mais jogar no estádio, sem ter efetiva participação na gestão. E, como se sabe, não existe estádio sem clube. “O presidente Bandeira de Mello chegou a dizer que o Maracanã precisa mais do Flamengo do que o Flamengo do Maracanã. Ele tem razão. Mas essa não é a razão que deve nortear esse processo.”, afirma o texto do LANCE! que defende o entendimento entre governo do Rio, prefeitura, clubes e concessionários, para definir um modelo que atenda aos interesses do futebol carioca e de seus protagonistas e não dos atores de um jogo de cartas marcadas,

Boquinha atrás do gol

A Ferj, contrariando determinação da CBF, decidiu relançar o árbitro atrás do gol nos jogos da Taça Guanabara, segunda fase do Carioca. A revelação é da coluna De Prima. A experiência, realizada no futebol brasileiro entre 2012 e 2014, foi abandonada por não apresentar nenhum resultado prático e por elevar os custos operacionais das partidas. Assim, a decisão de Rubens Lopes e do diretor de arbitragem, Jorge Rabelo, não tem respaldo técnico algum. Muito ao contrário, soa puro corporativismo, arranjando uma boquinha a mais para os juízes do Rio. Resta saber se não são os quatro grandes que vão pagar a conta.

Reviravolta no Verdão

A saia justa em torno da impugnação da candidatura de Leila Pinheiro, presidente da Crefisa, ao conselho do clube, já não é o único atrito entre Paulo Nobre e Maurício Galiotte. Duas das áreas onde mais o ex-presidente investiu já foram desmanteladas pelo sucessor. Ontem, todos os profissionais do departamento médico foram demitidos. Custavam R$ 65 mil por mês, 70% a mais do que há dois anos. Há duas semanas, a Press FC, que cuidava de boa parte da comunicação social do clube também foi dispensada. Ao que tudo indica, muito antes do que se esperava, o  Palmeiras já experimenta o desfecho clássico da política, em que  criaturas se libertam dos criadores. Com traumas inevitáveis. 

Que alívio! O inglês Michael Beale, auxiliar de campo, e o francês Charles Hembert, supervisor de futebol, surpreenderam ontem na apresentação da comissão técnica de Rogério Ceni. Ambos falaram em português. Jogadores e funcionários do clube, ficaram aliviados...

 

O conselho deliberativo do Flamengo aprovou um pedido de empréstimo pelo clube de R$ 12 milhões para as obras de reforma da Arena da Ilha. O projeto prevê capacidade para 20.500 torcedores e a ampliação deverá ser bancada pelo clube, no contrato firmado com a Portuguesa.

 

O Botafogo está decidido a investir na valorização de sua marca no mercado sul-americano, a partir da Libertadores. O clube lançou uma comunicação diária em espanhol, através das redes sociais, para atender a mais de 70 mil seguidores espalhados pelo continente;

 

A Rede Globo, segundo o colunista Flávio Ricco, do site UOL, vai transmitir jogos da NBA já na próxima temporada. Serão exibidos compactos das partidas e jogos mais relevantes poderão ter transmissão ao vivo. A presença de nove brazucas pesou na decisão. Há 19 anos a NBA não passava no Brasil em TV aberta.

Alemão e mais nada

Em meio ao acirramento da polêmica pró e contra a acolhida de imigrantes e refugiados na Alemanha - o que ameaça inclusive a reeleição da chanceler Angela Merkel -, o Bayer de Munique tomou uma decisão que bota mais lenha nessa fogueira. O presidente Uli Hoeness anunciou que quem não falar a língua alemã no clube será multado. “A língua une, caso contrário são criados vários grupos”, afirmou o mandatário. O alemão era, inclusive, o idioma em que Guardiola, com surpreendente fluência, se comunicava com os jogadores em sua passagem pelo clube.

Miro Neto fala da postura de Rogério Ceni que, mesmo consagrado nos gramados e ídolo absoluto da torcida, demonstra estar faminto por aprendizado na nova função. É a anti teoria de Renato Gaúcho de que “quem não precisa aprender, vai à praia”.

Eduardo Tironi trata do desafio que Rogério Ceni se impôs de transformar os treinos em uma atividade atraente para os jogadores. E diz que o início, com futebol americano e um dardo de borracha, dá pistas de que algo está de fato mudando.               

O Corinthians já acertou as bases do contrato do atacante William Pottker e apresenta hoje proposta de R$ 7 milhões à Ponte Preta por 50% dos direitos do jogador. Ontem, o Timão anunciou o empréstimo do volante Paulo Roberto, que estava no Sport.

 

O Cruzeiro, depois de idas e vindas, confirmou ontem a contratação de Thiago Neves. O meia de 31 anos estava nos Emirados Árabes e vai vestir a camisa  da Raposa por três temporadas.

 

Santos e Barcos já se acertaram. O Sporting, donos dos direitos do Pirata, também concordou com o negócio. Mas o jogador esperava que o Peixe assumisse uma dívida de R$ 1 milhão que o Velez, seu clube atual, ainda tem com ele. O Santos disse não. Barcos terá agora de negociar o pagamento com os Hermanos.

 

O Fluminense, com dificuldades de contratar reforços, aposta na prata da casa. Léo Pelé, lateral-esquerdo, 20 anos, e Luiz Fernando, volante, 21, retornam de empréstimos ao Londrina e ao STK Flu Samorin, filial do clube na Eslováquia.

 

O Vitória não confirma a saída, o Flamengo diz que não paga o que os baianos querem. Mas o atacante Marinho falou ontem em tom de despedida, não só da Bahia como do Brasil. O jogador diz que o seu futuro será a China.

 

O Botafogo desistiu de contar com o lateral-esquerdo Victor Luís, emprestado pelo Palmeiras. O alvinegro considerou alta a pedida salarial do jogador. E já mapeia o mercado atrás de um substituto.

 

O Goiás anunciou a contratação de Toró. Aos 30 anos, o volante já passou por Fluminense, Flamengo, Bahia e Atlético-MG.  O clube goiano também fechou com o lateral-esquerdo Paulinho.

 

A Chapecoense conseguiu mais dois reforços na remontagem do time. O zagueiro Luiz Otávio e o meia Osman chegaram por empréstimo do Luverdense, clube pelo qual disputaram a Série B.

 

Internacional e Atlético-PR trabalham para acertar a troca do volante Eduardo Henrique, que interessa ao Furacão, pelo lateral-esquerdo Sidcley, pretendido pelo Colorado. O time gaúcho ainda daria uma compensação em dinheiro.

4

 

Este é o número de jogadores do Real Madrid eleitos em votação popular para a Seleção do Ano da UEFA. Dos 11 selecionados, oito jogam na Espanha – o Barça tem três e o Atletico, um. Não há ninguém da Premier League na relação. Os escolhidos são Buffon, Sérgio Ramos, Bonucci, Piqué e Boateng; Modric. Kross e Iniesta; Griezmann, Messi e Cristiano Ronaldo.

Gostou? Encaminhe para um amigo
Copyright © *|CURRENT_YEAR|* *|LIST:COMPANY|*, Todos os direitos reservados.
Você está recebendo este email porque cadastrou seu email no nosso site.

LANCE!
lance.com.br
Brasil

Se ainda não é assinante se inscreva aqui

Deseja parar de receber nossos emails? Clique aqui

*|IF:REWARDS|* *|HTML:REWARDS|* *|END:IF|*
Espresso