Cadastre-se no LANCE! ESPRESSO

*|MC:SUBJECT|*
Se você não conseguir visualizar, clique aqui

As perspectivas do esporte muito além da informação. De segunda a sexta, um resumo do que foi notícia e o que de mais importante vai acontecer. Uma seleção do LANCE! com análise e comentários de Luiz Fernando Gomes. Saboroso como um café espresso. Comente: lfgomes@lancenet.com.br

Chapa quente no Timão

Fabio Carille já assume o Corinthians fritado pelo diretoria do clube. É a pior forma de alguém começar um trabalho. Seu nome sempre foi descartado pela cartolagem. Seja quando contrataram Osvaldo de Oliveira para o seu lugar – sem considerar que o time melhorou sob seu comando interino -, seja quando procuraram Rueda, Guto e sabe-se lá quem mais para dirigir o Timão em 2017. O Corinthians chegou a um ponto que não se pode acreditar mais no que falam seus dirigentes. A verdade de hoje é a mentira de amanhã. Não existe uma conduta lógica na gestão, faltam princípios. Planejamento, então, nem se fala... E quem paga o pato por isso é quem quer trabalhar a sério.

Erro ético e técnico

Apostar em novos treinadores, pratas da casa, tem sido uma prática usual. Jair Ventura no Botafogo, Zé Ricardo no Flamengo, Rogério Ceni no São Paulo. Mas nenhum deles foi tratado como o Corinthians tratou Carille. Rogério, era uma solução natural, foi só uma questão de tempo. Ventura e Zé Ricardo não foram enganados – sabiam que eram interinos e estavam sendo testados – e não chegaram ao posto como segunda, terceira ou quarta opção. O erro do Corinthians com seu novo treinador não é apenas ético. É também técnico: Carille, e não Cristóvão ou Osvaldo, tem o espírito e os métodos de Tite que o clube, desde o início, dizia buscar. 

O clube maior que o ídolo

 Montillo chegou ao Botafogo e, logo de cara, sentiu o peso que terá que carregar às costas: a mística camisa 7 do alvinegro. Imortalizada por Garrincha, é uma parte importante na história e na superstição que ronda o clube. Nem os dois últimos grandes ídolos tiveram o privilégio – ou a responsabilidade – de vesti-la. Seedorf foi 10 (como era no Milan) e Loco Abreu foi 13 (número que o acompanha por toda a carreira). Resgatar o 7 com Montillo, mostra que há algo de novo nos ares de General Severiano. No mínimo, pode-se dizer, a auto-estima está de volta.

Verdão enche o cofre

Das 19 partidas como mandante, o Palmeiras fez apenas 17 no Allianz Parque. Jogou uma vez no Pacaembu e outra em Araraquara. Em cinco jogos em casa, um setor da Arena ficou fechado por punição imposta pelo STJD. Mas, ainda assim, o Verdão lucrou mais de R$ 30 milhões com a venda de ingressos no Brasileirão. Levantamento do Blog Super Raio-x (http://blogs.lance.com.br/superraiox/) mostra que a renda líquida do clube, descontadas as despesas, foi superior a de Corinthians e Flamengo juntos (veja o quadro abaixo). Além do preço do ingresso e do sucesso do programa Avanti!, explicam esse resultado os custos de operação da Arena, muito mais baixos do que os de Itaquera ou das várias "casas" do Flamengo na temporada. 

Boas novas. Exatamente 24 dias depois da queda do avião da Chapecoense, o zagueiro Neto teve alta do hospital e vai passar o Natal em casa. Já o lateral Alan Ruschel deu o pontapé inicial no jogo dos amigos de D`Alessandro, no Beira-Rio. Pura emoção.

 

Pulso firme. O Cruzeiro derrotou Riascos na Justiça. O jogador, que deixara o clube em litígio, está obrigado a voltar à Toca da Raposa e, de quebra, foi impedido de negociar com qualquer outro clube na temporada. O feitiço virou contra o feiticeiro.

 

De bem com a vida. No ano em que foi resgatado por Tite na seleção, o zagueiro Thiago Silva ganhou mais um motivo para comemorar. Renovou ontem contrato com o PSG, onde é ídolo, até 2020. “Encontrei um clube maravilhoso”, derreteu-se o brazuca.

 

Troca de comando. O prefeito Eduardo Paes oficializou ontem a transferência para o Governo Federal da gestão do Parque Olímpico da Barra. A prefeitura não conseguiu parceiros para tocar a empreitadas que custa a bagatela de R$ 17 milhões por ano

Pula fora, Gabigol!

A curta história de Gabigol na Inter de Milão é mais um exemplo de como a ânsia de desfrutar de dólares e euros, prematuramente, pode, ao invés de acelerar, complicar a carreira de jovens revelações. Além das dificuldades naturais de adaptação à vida no exterior, há o risco de pegar pela frente gente como Stefano Pioli, técnico da Inter. Com poucas chances de jogar, Gabigol ainda teve que ouvir uma descompustura por ter dado um magistral passe de calcanhar que levantou a torcida nerazzurri e foi aplaudido pela imprensa itaiana, na vitória por 3 a 0 sobre a Lazio.  "Gostaria de vê-lo fazendo jogadas mais úteis", disparou o treinador. O PSG já demonstrou interesse pelo jogador. Sai logo dessa, Gabigol!

Aqui é meu lugar

Por falar em mudança de ares, José Mourinho não parece seduzido pelas fortunas que o futebol chinês oferece. O treinador do Manchester United, deu entrevista e disse que quer ficar muito tempo no comando do clube. "O dinheiro da China é atrativo para todos, mas eu amo mais o futebol no mais alto nível. Tenho 53 anos, sou muito novo e tenho muitos anos para ir para algum lugar como a China. Quero ficar no lugar em que é mais difícil de vencer, então estou no lugar certo" disse o português, para regozijo da mídia britânica. 

Rafael Bullara vê com otimismo as mudanças que vêm sendo implementadas pela nova direção da Conmebol. Sem esquecer das mazelas do futebol sul-americano, o colunista indica pontos positivos da gestão de Alejandro Domínguez na entidade.

Eduardo Tironi diz que a entrevista de apresentação do novo técnico do Corinthians foi um retrato do momento que vive o clube; O diretor Flávio Adauto gastou mais tempo para explicar as idas e vindas da contratação de um técnico do que Fábio Carille para expor seus planos. 

Dia de nãos! O Corinthians, mesmo envolto no caos, subiu a voz e disse não à primeira proposta do Galo, de R$ 10 milhões por Marlone. Mas o Timão também sofreu um revés. O Sport endureceu o jogo e a negociação por Rithely ficou travada.

Troca-troca é azul. Depois de acertar com o São Paulo a troca de Hudson por Neilton, o Cruzeiro está próximo de fechar negócio também com o Palmeiras. Fabiano ficaria de vez no Verdão e Robinho no clube celeste.  

Vem, Liberta! O Atlético-PR anunciou a contratação de mais um reforço para a Libertadores. É o lateral-direito Jonathan que não estava nos planos de Abel no Fluminense. Em compensação, o tricolor quer de volta Lucas Fernandes, emprestado ao Furacão.

De carona. Campeão brasileiro sem jogar uma só partida, Roger Carvalho rescindiu com p Palmeiras e fechou com o Atlético-GO, campeão da Série B. Faz parte do esforço do clube goiano de acabar com o sobe e desce na elite do Brasileirão.

 

84%


Este é o aproveitamento do Chelsea na Premier Ligue. Após 17 rodadas, o time do técnico Antônio Conte lidera o campeonato com seis pontos de vantagem sobre o Liverpool e vem da impressionante marca de 11 vitórias consecutivas, com 25 gols marcados e apenas dois sofridos. 

Copyright © *|CURRENT_YEAR|* *|LIST:COMPANY|*, Todos os direitos reservados.
Você está recebendo este email porque cadastrou seu email no nosso site.
*|IFNOT:ARCHIVE_PAGE|*

LANCE!
lance.com.br
Brasil

Se ainda não é assinante se inscreva aqui

Deseja parar de receber nossos emails? Clique aqui

*|IF:REWARDS|* *|HTML:REWARDS|* *|END:IF|*
LANCE!
23/12/2016
09:49
Espresso
Espresso