Juventude x Paysandu

                   Nada de gols no primeiro duelo entre Juventude e Paysandy (Foto: Luiz Erbes/Agência Freelancer)

LANCE!
20/07/2016
21:21
Caxias do Sul (RS)

Sobrou frio em Caxias do Sul, com temperatura de 5ºC na noite desta quarta-feira. Mas faltou gol. Juventude e Paysandu ficaram no 0 a 0 no Alfredo Jaconi pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O jogo de volta, em Belém, será na próxima quarta. Nova igualdade, desta vez com gols, garantirá a vaga do time gaúcho. Quem vencer avança às oitavas de final. 

O 0 a 0 desta noite foi a sexta igualdade sem gols consecutiva do Paysandu, sendo que as cinco últimas foram pela Série B do Brasileiro. O time soma, agora, dez jogos invicto – vinha de um empate e três vitórias antes da série de empates – sem sofrer um gol sequer.

O Juventude voltará a atuar no próximo domingo, quando visitará o Ypiranga de Erechim, no Colosso da Lagoa, pela décima rodada do Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. O Alviverde é o quinto colocado da chave, com 14 pontos. Já o Paysandu, em 15º na Série B, receberá o CRB, um dia antes, na Curuzu.

JUVENTUDE SUPERIOR NA ETAPA INICIAL

O Juventude tratou de tomar a iniciativa no Alfred Jaconi, trabalhando a bola no campo de defesa do adversário e tentando envolver o sistema defensivo do Paysandu. Pressão exercida desde os primeiros minutos, mas sem a precisão necessário para transpor o goleiro Emerson. O Paysandu, por sua vez, tentava levar perigo em contra-ataques ou jogadas de bola parada. Foi assim, aos 19 minutos, que Fernando Lombardi cabeceou na trave esquerda de Elias.

O time da Serra gaúcha teve mais posse de bola e volume de jogo, mas não soube ser eficaz nas conclusões. Já a equipe paraense não teve sorte na melhor chance criada.

Juventude x Paysandu
  Estava frio... Torcedores se protegem nas arquibancadas do Alfredo                               Jaconi (Foto: Luiz Erbes/Agência Freelancer)

PAYSANDU MELHORA, MAS ELIAS GARANTE O EMPATE

O Paysandu voltou melhor para a etapa final. Logo com três minutos, o atacante Fabinho Alves ficou cara a cara com Elias, após erro de Klaus, mas finalizou em cima do goleiro do Ju. O Paysandu voltaria a ter ótima oportunidade aos dez. Investida de Lucas e finalização de Leandro Cearense para a defesaça do goleiro do Alviverde. O time paraense tomava para si o domínio do jogo.

O Juventude conseguiu equilibrar as ações com o passar dos minutos, principalmente graças as modificações feitas por Zago. Bruninho, aos 42 minutos, teve a melhor chance, mas não mostrou a precisão necessária. Os gols, no tempo regulamentar ou nas cobranças de pênaltis, para Belém.