LANCE!
03/06/2016
15:28
São Paulo (SP)

Carlos Alberto Vieira - Editor do LANCE!

"Ocorreu uma curiosidade. os dois times que subiram no topo da tabela venceram sem jogar bem: Flamengo e Internacional. O Colorado, em casa, foi dominado pelo Atlético-PR, ofensivamente foi econômico, contou apenas com alguma inspiração de Vitinho durante 20 minutos e foi dele o gol decisivo. O Rubro-Negro não chegou a ser dominado pelo Vitória-BA. Porém, mais uma vez pouco atacou e em todas apareceu Vizeu, que acabou fazendo 1 a 0.

Dois triunfos bem magros de times que estão perto do topo contra adversários que deverão ficar na metade debaixo da tabela. Isso mostra o grande equilíbrio que se desenha nesta competição, nivelada por baixo.

De ruim a queda de Givanildo. O América Mineiro claramente está na Série A para não cair e deveria manter o seu treinador. A derrota para a Ponte foi péssima, o time esteve mal. Mas vamos considerar que o time perdeu jogadores, contratou vários, dois deles estrearam nesta rodada. Querer que o time jogue bem nessa situação é complicado."

Eduardo Tironi - Colunista do LANCE!

"Sem dúvida, o mais interessante da rodada foi o duelo entre Palmeiras e Grêmio. Bem treinados, os times alternaram o domínio de jogo o tempo todo, e fizeram uma partida imprevisível. O ponto fraco da rodada, porém, veio no Pacaembu na quinta-feira: a arbitragem de Palmeiras e Grêmio deixou a desejar, errando em dois lances capitais.

O que me chamou atenção positivamente também foi o Corinthians, muito bem organizado no clássico. Já o Internacional chama atenção apenas por estar na liderança, mas é um time de jogo simples, que se fecha atrás e parte em velocidade."

João Carlos Assumpção - Colunista do LANCE!

"Os grandes destaques da rodada foram Corinthians e Palmeiras. O Timão parece que se acertou com o novo esquema de Tite, enquanto o Verdão segue jogando bem em casa, e isto torna os dois candidatos a brigar nas primeiras colocações.

A Chapecoense foi bem, assim como Internacional e Flamengo, que fizeram o dever de casa. Sem Muricy Ramalho, que tem feito trabalhos desastrosos, o Rubro-Negro tende mesmo a crescer. Em contraste a estas equipes vêm Botafogo, que ainda oscila demais e joga mal fora de casa, Atlético-MG, que não encontrou seu futebol, e América-MG, um sério candidato ao descenso."