LANCE!
13/04/2018
08:05
Rio de Janeiro (RJ)

Com o término da maioria dos estaduais pelo país, as atenções dos clubes se voltam ao início do Campeonato Brasileiro, neste sábado. No entanto, devido a Copa do Mundo, o Brasileirão terá uma pausa na 12ª rodada: não haverá jogos de 13 de junho (véspera do início do Mundial) até 16 de julho (um dia depois da final na Rússia). Será a quarta vez que isso acontece na era dos pontos corridos - o tempo de paralisação em 2018 será o mais curto. E nas três pausas um episódio foi comum: os campeões foram para esse recesso no G-3. São eles São Paulo, em 2006, Fluminense, em 2010, e Cruzeiro, em 2014.

Brasileirão x Copa em 2006

No Mundial de 2006, vencido pela Itália, o Campeonato Brasileiro teve sua parada na décima rodada e quem liderava a competição até aquele momento era o Cruzeiro. A Raposa já somava 21 pontos, seguida por Internacional, também com 21, e São Paulo, com 20. Palmeiras e Corinthians começaram o torneio de forma desastrosa - Verdão ocupava apenas a penúltima colocação com quatro pontos e o Timão logo acima, em 18° com nove pontos somados.

No Rio, Flamengo, Vasco e Botafogo ocupavam meio de tabela até a parada daquele ano. Já o Fluminense era quarto colocado até o momento, conquistando vaga na Libertadores. O Santos estava logo abaixo, na quinta posição, também se classificando para o torneio continental. O Tricolor Gaúcho era nono, e o Atlético-MG disputava a série B em 2006. A competição ficou paralisada de 4 de junho a 12 de julho.


Após a Copa algumas posições se inverteram, o Flu caiu 11 degraus e terminou o campeonato em 15°; Vasco subiu da décima-terceira para a sexta colocação;o Cruzeiro também não conseguiu segurar a liderança e perdeu oito posições. Palmeiras e Corinthians conseguiram se livrar do rebaixamento, e o São Paulo se sagrou campeão daquele ano, com 78 pontos, seguido por Inter, Grêmio e Santos. Flamengo e Botafogo não alteraram muito suas posições.

Brasileirão x Copa em 2010

A pausa da Copa de 2010, conquistada pela Espanha, foi um pouco mais cedo, na sétima rodada: Brasileirão parou de 5 de junho a 14 de julho. Até esse ponto, o Corinthians era o líder da competição, com 17 pontos, mesma pontuação do Ceará, com Fluminense (15) e Santos (12) atrás. São Paulo, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro e Botafogo ocupavam meio de tabela.

Quem perigava na zona de rebaixamento eram Atlético-MG e Vasco. O Galo era apenas o 17° colocado, com 6 pontos, enquanto que o Gigante da Colina amargava a penúltima colocação, com 5 pontos conquistados. No Sul, Grêmio e Inter tiveram inícios parecidos, terminando as sete primeiras rodadas em 13° e 15°, respectivamente.


Ao fim do campeonato, Fluminense e Corinthians trocaram de posições. O Tricolor Carioca levantou a taça, somando 71 pontos, enquanto que o Timão ficou na terceira colocação. Grêmio e Cruzeiro, que ocupavam meio de tabela, avançaram nove posições e terminaram no G-5. Campeões da Libertadores e Copa do Brasil naquele ano, Internacional e Santos terminaram o campeonato em 7° e 8°. Já o Vasco e Atlético-MG escaparam do descenso em 2010. E novamente a dupla Flamengo e Botafogo não mudou muito suas colocações. O Ceará terminou em 12º lugar, com 47 pontos.

Brasileirão x Copa em 2014

No Mundial de 2014, realizado no Brasil e tendo a Alemanha como campeã, o Campeonato Brasileiro parou na nona rodada com o Cruzeiro na ponta, somando 19 pontos, seguido por Fluminense, Corinthians e São Paulo com 16 cada. Grêmio e Internacional, mais uma vez com campanhas parecidas, vinham logo atrás, em 5° e 6°, ambos com 15 pontos. A competição ficou para de 1º de junho até 16 de julho.

Palmeiras, Santos, Botafogo e Atlético-MG estavam em posições medianas na tabela até a parada, enquanto que o Flamengo sofria na 19ª colocação, com apenas sete pontos somados. Naquele ano, o Vasco disputava a Série B do Campeonato Brasileiro.

Diferente dos outros dois anos de Copa, em 2014 a liderança não trocou de mãos. A Raposa seguiu firme na liderança até o fim do Brasileirão, que teve como vice-campeão o São Paulo. Corinthians se manteve no G-3, enquanto que o Fluminense caiu da 2ª para a 6ª colocação. Grêmio e Santos praticamente não alteraram suas posições.


Internacional e Atlético-MG, campeão da Copa do Brasil em 2014, conquistaram algumas posições e terminaram no G-5. Botafogo e Flamengo tiveram comportamentos opostos no pós-Copa: o Rubro-Negro cresceu na competição e escapou do Z-4, já o Glorioso perdeu muitas posições e terminou o campeonato em 19° colocado. Palmeiras também caiu muito de rendimento em relação ao pré-Copa, mas conseguiu escapar de rebaixamento, em 16º.

Curiosidades:

Clube com mais vitórias nos períodos pré-Copa
Fluminense, 16 vitórias

Clube com mais derrotas nos períodos pré-Copa
Palmeiras, 14 derrotas

Time que mais marcou gol nesses períodos
Cruzeiro, 46 gols anotados

Time que menos marcou gol nesses períodos 
Palmeiras, 23 gols marcados

Equipe que mais conquistou posições nos três anos somados
Grêmio, +14

Equipe que mais perdeu posições nos três anos somados
Fluminense, -13