icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
19/08/2015
19:00

A primeira partida do duelo entre Atlético-PR e Joinville, pela segunda fase da Copa Sul-Americana, será jogado nesta quinta-feira, às 21h15. Na história da competição, porém, os retrospectos de ambos os clubes são antagônicos. Com seis participações na Sul-Americana, a melhor campanha do Furacão foi ter chegado à semifinal em 2006, quando foi derrotado pelo Pachuca (MEX). Já a edição 2015 da Copa será a primeira competição internacional da história do JEC.

A montanha-russa Atlético-PR começou muito bem no Brasileirão, decaiu, porém agora está retomando os trilhos. Na nona colocação do torneio nacional, a três pontos do Fluminense, primeiro na zona de classificação à Libertadores, o Furacão tentará a vaga no principal torneio internacional da América do Sul através da Sul-Americana. Para isso, o técnico Milton Mendes confirmou Walter no ataque e manteve surpresa na escalação final, principalmente quando foi questionado sobre Nikão.

- Tem possibilidade de ele jogar sim. Ele está recuperando bem, mas ainda não queria revelar a equipe sem falar com eles antes. Com certeza vamos colocar uma equipe bastante competitiva, que vai fazer jus e corresponder porque é um jogo difícil. Temos que estar na nossa máxima força e colocar tudo que temos. É muito importante termos um máximo de cuidado nessa partida. O Joinville vem em uma crescente - analisou o treinador, sobre o atacante.

Se o Atlético-PR entrará em campo com os principais jogadores, a situação será oposta no Joinville. O treinador PC Gusmão decidiu poupar os principais atletas de sua equipe visando a recuperação no Brasileirão e escalará um time misto. O JEC é o vice-lanterna do torneio nacional, com 16 pontos. Um dos confirmados na equipe é o goleiro Agenor, que vive ótima fase. O goleiro pediu ao técnico para estar em campo, afinal ele sabe qual é o gosto de vencer a competição internacional.

- Fui campeão da Sul-Americana em 2008, era reserva no Inter, o Clemer jogava. A experiência foi ótima, fui para todos os jogos e aprendi muito com a experiência na época. Independente do time que jogar, se for misto, se for reserva. Todo mundo pode aproveitar a oportunidade agora que estamos formando um padrão de equipe. Quem entra pode conhecer a função, quem é quem. Para os guris da base que treinam vai ser importante também ter um grau de disputa similar ao do Campeonato Brasileiro. Mas independente de quem jogar, tem que buscar a vitória porque estamos em um clube que busca o melhor - definiu o campeão.

A partida de volta acontecerá na próxima quinta-feira, na Arena da Baixada. Quem vencer, encarará Brasília ou Goiás nas oitavas de final da competição.

A primeira partida do duelo entre Atlético-PR e Joinville, pela segunda fase da Copa Sul-Americana, será jogado nesta quinta-feira, às 21h15. Na história da competição, porém, os retrospectos de ambos os clubes são antagônicos. Com seis participações na Sul-Americana, a melhor campanha do Furacão foi ter chegado à semifinal em 2006, quando foi derrotado pelo Pachuca (MEX). Já a edição 2015 da Copa será a primeira competição internacional da história do JEC.

A montanha-russa Atlético-PR começou muito bem no Brasileirão, decaiu, porém agora está retomando os trilhos. Na nona colocação do torneio nacional, a três pontos do Fluminense, primeiro na zona de classificação à Libertadores, o Furacão tentará a vaga no principal torneio internacional da América do Sul através da Sul-Americana. Para isso, o técnico Milton Mendes confirmou Walter no ataque e manteve surpresa na escalação final, principalmente quando foi questionado sobre Nikão.

- Tem possibilidade de ele jogar sim. Ele está recuperando bem, mas ainda não queria revelar a equipe sem falar com eles antes. Com certeza vamos colocar uma equipe bastante competitiva, que vai fazer jus e corresponder porque é um jogo difícil. Temos que estar na nossa máxima força e colocar tudo que temos. É muito importante termos um máximo de cuidado nessa partida. O Joinville vem em uma crescente - analisou o treinador, sobre o atacante.

Se o Atlético-PR entrará em campo com os principais jogadores, a situação será oposta no Joinville. O treinador PC Gusmão decidiu poupar os principais atletas de sua equipe visando a recuperação no Brasileirão e escalará um time misto. O JEC é o vice-lanterna do torneio nacional, com 16 pontos. Um dos confirmados na equipe é o goleiro Agenor, que vive ótima fase. O goleiro pediu ao técnico para estar em campo, afinal ele sabe qual é o gosto de vencer a competição internacional.

- Fui campeão da Sul-Americana em 2008, era reserva no Inter, o Clemer jogava. A experiência foi ótima, fui para todos os jogos e aprendi muito com a experiência na época. Independente do time que jogar, se for misto, se for reserva. Todo mundo pode aproveitar a oportunidade agora que estamos formando um padrão de equipe. Quem entra pode conhecer a função, quem é quem. Para os guris da base que treinam vai ser importante também ter um grau de disputa similar ao do Campeonato Brasileiro. Mas independente de quem jogar, tem que buscar a vitória porque estamos em um clube que busca o melhor - definiu o campeão.

A partida de volta acontecerá na próxima quinta-feira, na Arena da Baixada. Quem vencer, encarará Brasília ou Goiás nas oitavas de final da competição.