icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
25/08/2015
23:22

A sequência de duas vitórias no Brasileirão deram tranquilidade ao Goiás, que mandou seus titulares para o confronto da Copa Sul-Americana. No entanto, isso não foi suficiente para evitar o vexame em casa. Nesta terça-feira, o Esmeraldino perdeu, por 2 a 0, para o Brasília, no Serra Dourada, e deu adeus à competição. O Colorado candango, que não disputa nenhuma das quatro divisões do futebol nacional e debuta em torneios internacionais, avançou às oitavas de forma história e agora encara outro brasileiro na sequência.

No confronto da ida, as duas equipes empataram por 0 a 0, no Bezerrão, na última quarta. Classificado, o Brasília encara o vencedor do Atlético-PR x Joinville. Na primeira partida, o Furacão venceu por 2 a 0, na Arena Joinville, e está em grande vantagem no confronto. 

TABELA:
> Confira a tabela da Copa Sul-Americana

SÉRIE B:
> Vitória busca o empate em casa, mas pode perder a liderança

Com a proposta de se defender explícita, o Brasília ofereceu dificuldades à ofensiva goiana. Fechado, o time candango não dava espaços ao rápido ataque formado por Erik e Bruno Henrique. Na melhor chegada do Alviverde na primeira etapa, Dedê evitou o que seria o gol de Erik. As duas equipes foram aos vestiários empatadas.

Na etapa final, o Brasília foi fatal. Aos cinco, após escanteio, o zagueiro André Oliveira aproveitou o cruzamento e completou para as redes, abrindo o placar no Serra Dourada. Aos nove, a "pá de cal". Giba invadiu a área e rolou para Bruno Morais, que só teve o trabalho de tocar para o gol e ampliar o confronto. Aos 22, penalidade para o Goiás, que Erik bateu e acertou a trave, desperdiçando a chance de diminuir a vantagem no duelo.

No fim, pressão total do Esmeraldino. Lucas Coelho bateu para o gol, mas chutou para fora. Não era o dia do Goiás, que se despediu da Copa Sul-Americana e viu o Brasília fazer história no Serra Dourada.


A sequência de duas vitórias no Brasileirão deram tranquilidade ao Goiás, que mandou seus titulares para o confronto da Copa Sul-Americana. No entanto, isso não foi suficiente para evitar o vexame em casa. Nesta terça-feira, o Esmeraldino perdeu, por 2 a 0, para o Brasília, no Serra Dourada, e deu adeus à competição. O Colorado candango, que não disputa nenhuma das quatro divisões do futebol nacional e debuta em torneios internacionais, avançou às oitavas de forma história e agora encara outro brasileiro na sequência.

No confronto da ida, as duas equipes empataram por 0 a 0, no Bezerrão, na última quarta. Classificado, o Brasília encara o vencedor do Atlético-PR x Joinville. Na primeira partida, o Furacão venceu por 2 a 0, na Arena Joinville, e está em grande vantagem no confronto. 

TABELA:
> Confira a tabela da Copa Sul-Americana

SÉRIE B:
> Vitória busca o empate em casa, mas pode perder a liderança

Com a proposta de se defender explícita, o Brasília ofereceu dificuldades à ofensiva goiana. Fechado, o time candango não dava espaços ao rápido ataque formado por Erik e Bruno Henrique. Na melhor chegada do Alviverde na primeira etapa, Dedê evitou o que seria o gol de Erik. As duas equipes foram aos vestiários empatadas.

Na etapa final, o Brasília foi fatal. Aos cinco, após escanteio, o zagueiro André Oliveira aproveitou o cruzamento e completou para as redes, abrindo o placar no Serra Dourada. Aos nove, a "pá de cal". Giba invadiu a área e rolou para Bruno Morais, que só teve o trabalho de tocar para o gol e ampliar o confronto. Aos 22, penalidade para o Goiás, que Erik bateu e acertou a trave, desperdiçando a chance de diminuir a vantagem no duelo.

No fim, pressão total do Esmeraldino. Lucas Coelho bateu para o gol, mas chutou para fora. Não era o dia do Goiás, que se despediu da Copa Sul-Americana e viu o Brasília fazer história no Serra Dourada.