Hemerson Maria (Divulgação/Joinville)

Técnico Hemerson Maria ressalta que time vai mostrar evolução rodada a rodada (Divulgação/Joinville)

LANCE!
10/06/2016
10:38
Joinville (SC)

Próximo à zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro,  com seis pontos, o Joinville terá o clássico com o Avaí neste sábado, fora de casa. Ciente da importância da vitória, o técnico Hemerson Maria adota um discurso "pé no chão", ressaltando que a equipe ainda mostra falhas, mas avisando que o time vai se ajeitando rodada a rodada.

- O time está em zona intermediária. Nossa meta é o sprint final. Ainda teremos irregularidades, mas vamos buscar a regularidade jogo a jogo. É confronto direto em que esperamos jogar bem e vencer - disse, na manhã desta sexta-feira, antes do último treino para a partida na Ressacada.

Hemerson Maria elogiou a evolução na defesa, mas salientou que a equipe ainda tem errado no setor ofensivo. Segundo ele, para que o ataque possa melhorar, ainda é necessário um crescimento individual dos jogadores. O comandante do Joinville lembrou, porém, que a sequência de jogos imposta pelo calendário tem atrapalhado um pouco a estratégia desenhada.

- Temos melhorado defensivamente, mas precisamos melhorar no ataque. Tenho batido na tecla de que temos de melhorar o lado individual, o nosso crescimento passa por isso. No entanto, ante a sequência de jogos, não temos tido tempo para trabalhar. Temos mostrado vídeo e conversado com os atletas para compensar. É um conjunto de fatores que nos faz ineficiente no ataque neste momento. Crescendo individualmente, o ataque melhora e vamos conquistar vitórias no campeonato - afirmou.

Apesar da atual posição na tabela, Hemerson Maria demonstra tranqulidade e aponta como meta uma melhora a partir da 10ª rodada, quando a equipe, nos planos do treinador, terá um padrão de jogo mais definido:

- No futebol se vê resultado e não produção. Penso que nosso crescimento passa pela melhora individual do meio para frente. Acredito que na 10ª rodada tenhamos um padrão de jogo definido, os atletas com mais rodagem. Em nível de competição, está equilibrado. Os times estão próximos. Tem que pontuar constantemente.