Martin Silva se destaca no clássico entre Flamengo e Vasco (Foto: Andre Borges/AGIF)

Guerrero (Flamengo) e Rodrigo (Vasco) serão julgados na próxima terça-feira (Foto: Andre Borges/AGIF)

LANCE!
08/04/2016
17:57
Rio de Janeiro (RJ)

Três jogadores envolvidos em confusões no Flamengo e Vasco, disputado em Brasília no último dia 30, pela quarta rodada da Taça Guanabara, serão julgados na próxima terça-feira, às 16h, pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro. Rodrigo, do Vasco, e Guerrero, do Flamengo, que discutiram e se provocaram durante boa parte do jogo, além do zagueiro Jomar, também do Cruz-Maltino, que levou cartão vermelho mesmo estando no banco de reservas vão a julgamento e podem ser punidos.

O atacante Rubro-Negro, que deu uma cotovelada no rosto de Rodrigo após provocações do vascaíno, ainda no primeiro tempo do encontro, foi denunciado no artigo 254-A por agressão física pela procuradoria do tribunal. O ato pode lhe render uma punição de quatro a 12 jogos. Já o jogador do Vasco, enquadrado no artigo 258 (conduta contrária à disciplina), pode pegar um gancho de até seis jogos.

Após o gol de empate, marcado por Riascos, aos 37 do segundo tempo, Jomar comemorou com a torcida vascaína e foi expulso pois a arbitragem considerou que o defensor provocou os Rubro-Negros presentes no Mané Garrincha. O zagueiro foi enquadrado no artigo 243-F (ofender alguém em sua honra) e pode pegar de quatro a dez jogos de suspensão.

O árbitro do jogo, Wagner do Nascimento Magalhães, e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa, Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (auxiliares) e Lenílton Rodrigues Gomes Júnior (4º árbitro) serão algumas das testemunhas convocadas para acompanhar o julgamento.