Guarani x ASA

                       Festa no Brinco! Jogadores do Bugre celebram gol contra o ASA (Foto: Denny Cesare/Código19)

LANCE!
08/10/2016
20:31
Campinas (SP)

O Guarani que tanto sofrimento proporcionou ao seu fiel torcedor nos últimos anos, com risco de perda do seu maior patrimônio, o Brinco de Ouro, e até de rebaixamento à Série D, está novamente na Série B do Campeonato Brasileiro. Em jogo repleto de tensão na noite deste sábado, o Bugre derrotou o ASA por 3 a 0, diante da sua torcida, e garantiu o sonhado acesso após quatro anos na Série C tendo Eliandro como grande herói diante de 12.723 presentes – o ASA havia vencido na ida por 3 a 1.

É um acesso fundamental para o campeão brasileiro de 1978 se reerguer de vez, tentar voltar à elite paulista no ano que vem e seguir sua ascensão em âmbito nacional. Agora, o Bugre buscará a final da Série C diante do ABC.

Acesso muito celebrado pelo técnico Marcelo Chamusca. Ele comandou o Fortaleza nas Séries C de 2014 e 2015, quando o Tricolor, favorito nas duas ocasiões, foi eliminado diante do seu torcedor nas quartas de final para Macaé e Brasil de Pelotas, respectivamente, não conseguindo deixar a Terceirona. Fortaleza que terá nova chance neste domingo, contra o Juventude – veja os detalhes dos outros jogos do mata-mata abaixo.

LEANDRO AMARO ABRE O PLACAR PARA O BUGRE

O Guarani fez o que dele se esperava e tratou de pressionar o ASA no campo de defesa rival. ASA que aceitava a pressão em busca os contra-ataques. E foi a equipe alagoana que levou perigo primeiro. Finalização com perigo de Reinaldo Alagoano e, logo depois, cabeçada de Rayan.

O Guarani trabalhava para conter a nítida tensão em campo. Tensão que diminuiu aos 24. Cobrança de falta de Fumagalli, o sexto maior artilheiro do Bugre (78 gols em 249 partidas) e cabeçada indefensável de Leandro Amaro. Wesley também de cabeça, quase ampliou aos 28.

O ASA, ainda em vantagem e garantindo o acesso, teve dificuldade para ser eficaz. Ramalho, aquele mesmo campeão da Copa do Brasil de 2004 com o Santo André, tentava organizar o time, mas faltou inspiração ao Fantasma de Arapiraca.

FALHA, ELIANDRO HERÓI E ACESSO BUGRINO

O ASA voltou para a etapa final buscando ficar mais com a bola. E, com cinco minutos, quase deixou tudo igual. Jogada de Lessinho, desvio e bola na trave do Guarani.

Mas quis o destino que o herói do acesso bugrino fosse o centroavante Eliandro, contratado para o mata-mata e após a diretoria não conseguir a vinda de outros jogadores.

Thiago Braga, goleiro do ASA, recebeu a bola, tentou um chutão, mas finalizou em cima de Eliandro e viu a bola morrer em seu gol. Festa no Brinco de Ouro aos nove minutos.

O ASA tentou reagir. Mas foi em vão. O atento Eliandro se aproveitou da bobeada da zaga rival, se antecipou e encobriu Tiago Braga, aos 27. O Fantasma não desistiu, mas faltou futebol para levar a decisão aos pênaltis. A festa foi bugrina.

AS QUARTAS DE FINAL DA SÉRIE C-2016

JOGOS DE IDA

Sexta-feira – 30/9
Botafogo-PB 0 x 0 Boa Esporte – Almeidão
Botafogo-SP 0 x 0 ABC – Santa Cruz

Sábado – 1/10
ASA 3 x 1 Guarani – Coaracy da Mata Fonseca

Segunda-feira – 3/10
Juventude 0 x 0 Fortaleza – Alfredo Jaconi

JOGOS DE VOLTA

Sexta-feira – 7/10
ABC 1 x 0 Botafogo-SP – Frasqueirão

Sábado – 8/10
18h30
Guarani 3 x 0 ASA – Brinco de Ouro

Domingo – 9/10
11h
Boa x Botafogo-PB – Melão
19h
Fortaleza x Juventude – Castelão