LANCE!
23/10/2016
18:59
Porto Alegre (RS)

Muita briga, pouco futebol. Muita torcida, e nada de gol. O Gre-Nal 411, disputado neste domingo na Arena do Grêmio, terminou empatado por 0 a  0, em dia de pouca qualidade técnica dentro de campo e quebra de recorde de público. 53 mil pessoas (até com pedido de casamento) assistiram ao fraco jogo pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. A briga entre jogadores de ambos os times, que culminou na expulsão de Edílson e Rodrigo Dourado, foi o momento mais marcante. 

Com o empate, o Tricolor cai para nono, com 48 pontos, ficando a um ponto do G6. Já o Inter, com o ponto conquistado fora de casa, sobe para 14º e abre dois pontos de vantagem para o Vitória, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O Grêmio voltará a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão, às 21h45, pela ida da semifinal da Copa do Brasil. No mesmo dia e horário, o Internacional recebe o Atlético-MG, no Beira-Rio, pela mesma competição. Já pelo Campeonato Brasileiro, pela 33ª rodada, o Grêmio viaja para duelar contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, no próximo sábado. Dentro de casa, o Inter enfrentará o Santa Cruz no mesmo dia.

O JOGO

A partida começou muito estudada. Os times pouco se arriscavam na frente e erravam muitos passes, tentando muitos lançamentos em vez de passes curtos. Com seu time quase completo (apenas Douglas foi poupado), o Grêmio detinha mais a posse de bola. Porém, a forte marcação colorada impedia que os homens de frente criassem oportunidades. No total, 23 faltas foram marcadas só no primeiro tempo.

Tanto que o único momento de maior "emoção" da primeira meia hora de jogo foi um encontrão de Bolaños com William, que ficou caído reclamando de um tapa. Curiosamente, foi o jogador Colorado que fraturou a mandíbula do equatoriano, que ficou quase dois meses fora de combate em jogo válido pelo Campeonato Gaúcho e Primeira Liga. E as únicas chances de fato da primeira etapa vieram em finalizações de fora da área. Pelo Inter, Ceará e Valdívia tentaram, mas falharam. E o time da casa chegou com Edílson, Luan e Bolaños, todos também sem sucesso.

SEGUNDO TEMPO

Finalmente o jogo melhorou. A primeira chance da etapa complementar já foi mais perigosa do que qualquer uma do primeiro tempo. Dourado puxou contra-ataque pelo Inter e serviu Vitinho, que chutou de canhota de primeira por cima do gol. E a torcida do Grêmio respondeu, tentando fazer sua equipe acordar para o jogo.

A resposta foi imediata. Maicon lançou bola de mais de quarenta metros e Ramiro tentou encobrir Danilo Fernandes de primeira, mas errou o alvo. Pouco depois, escanteio para o Grêmio e Kannemann cabeceou com muito perigo. 

A partida ficou pouco menos de dez minutos paralisado por causa de uma grande confusão iniciada por Vitinho. Kannemann cometeu falta em Valdívia e segurou a bola. O camisa 11 foi tentar pegá-la para cobrar rápido e deu um soco na mesma, mas acabou acertando o defensor gremista. Uma grande roda de jogadores dos dois times se formou e Edílson desferiu socos no rosto de Rodrigo Dourado. Depois de muito tempo, o árbitro expulsou o lateral gremista. Três minutos mais tarde, ao ouvir muitas reclamações dos jogadores da casa, Francisco Carlos do Nascimento também deu cartão vermelho para Rodrigo Dourado, deixando ambos os times com dez em campo.

Após toda a confusão, os jogadores esfriaram os ânimos e tentaram voltar a jogar futebol. Tentaram. Ramiro, que passou para a lateral-direita após a expulsão de Edílson, tentou arriscar de longe, mas errou feio.

Renato Portaluppi e Celso Roth buscaram mudar o panorama do jogo com mudanças, mas a partida seguiu igual, com poucas chances e muitas divididas. 

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 0 INTERNACIONAL

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data-hora: 23/10/2016 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa-BA) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
Renda e público: R$ 1.782.613,00 / 47.662 pagantes (53.287 presentes)
Cartões Amarelos: Anselmo e Vitinho (INT)
Cartões Vermelhos: Edílson (GRE, aos 17'/2ºT) e Rodrigo Dourado (INT, aos 20'/2ºT)
GOLS: -

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Guilherme - 39'/2ºT) e Ramiro; Miller Bolanõs (Jaílson - 20'/2ºT), Luan e Pedro Rocha (Everton - 11'/2ºT). Técnico: Renato Portaluppi.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Rodrigo Dourado, William e Valdívia (Eduardo Henrique - 24'/2ºT); Eduardo Sasha (Gustavo Ferrareis - 41'/2ºT) e Vitinho (Aylon - 39'/2ºT). Técnico: Celso Roth.