Estádio Etelvino Mendonça

Estádio Etelvino Mendonça, em Itabaiana, Sergipe, é a casa do Itabaiana e do Coritiba-SE (Foto: Divulgação)

LANCE!
15/01/2016
15:23
Itabaiana (SE)

Jackson Barreto, governador de Sergipe, assinou nesta quinta-feira decretos que retiram a homenagem a Emílio Médici, presidente do Brasil entre 1969 e 1974, na época da ditadura militar, do nome do estádio da cidade de Itabaiana. Agora, o local passa a se chamar Estádio Etelvino Mendonça, em homenagem ao ex-político da cidade, conhecido por seu trabalho em prol do esporte.

A mudança no nome do estádio, inaugurado em março de 1971 - durante o governo Médici -, é decorrente de uma recomendação da Comissão Nacional da Verdade e de pedidos da população sergipana.

- É uma orientação da Comissão Nacional da Verdade promover a alteração da denominação de prédios e instituições públicas que homenageiam aqueles que contribuíram para violência e afrontam aos direitos humanos sendo responsáveis por torturas, assassinatos de presos políticos e exílios durante o Regime Militar - explicou o governador, em declaração publicada na agência de notícias do governo de Sergipe.

Além do estádio, as escolas "Presidente Médici”, “Castelo Branco” e “Costa e Silva”, em Aracaju, passarão a se chamar, respectivamente, Nelson Mandela, Paulo Freire e Professor João Costa.