icons.title signature.placeholder Enviado especial
icons.title signature.placeholder Enviado especial
26/08/2015
23:59

Gabriel Jesus surgiu como uma aposta em 2014, quando marcou 37 gols em 22 jogos no Paulista sub-17. Nos profissionais desde o início do ano, o garoto de 18 anos levou 16 jogos para mostrar no time de cima porque é tratado como um fenômeno. Abençoado, com o perdão do trocadilho, Jesus brilhou na vitória sobre o Cruzeiro por 3 a 2, que deu a vaga ao Palmeiras nas quartas da Copa do Brasil, justo no dia em que o clube completou 101 anos de existência. Um presente e tanto aos palmeirenses!

O camisa 33, João Pedro, Robinho e Barrios foram as novidades entre os titulares do Verdão, que se aproveitou de um Cruzeiro em crise para desde o início impor seu ritmo. Com oito minutos, Jesus recebeu de Dudu e entregou de calcanhar para o centroavante paraguaio marcar seu primeiro gol com a camisa alviverde. Era o início de uma noite inesquecível para o prodígio alviverde.

A lenta defesa celeste tinha muito trabalho para conter a velocidade palmeirense, tanto que Bruno Rodrigo parou Gabriel Jesus com falta na entrada da área para evitar o segundo. Vermelho para o zagueiro, e três minutos depois novo gol alviverde: oportunista, o atacante finalizou com estilo o cruzamento de Egídio. O ápice da atuação do camisa 33, porém, ainda estava por vir: após novamente ganhar na velocidade, ele deixou Fábio no chão e, sem ângulo, marcou um golaço. 3 a 0 em pouco mais de meia hora de partida.

A torcida cruzeirense, revoltada com a má fase do time, começou a puxar o coro ”Adeus, Luxa”. Nem o gol de Vinícius Araújo diminuiu a irritação na primeira etapa. Entre os palmeirenses, aplausos e “parabéns para você”.


Na etapa final, Gabriel e Barrios tiveram chances para ampliar o placar, mas a defesa cruzeirense travou bem as duas jogadas. Já sem a mesma intensidade da primeira etapa, o Verdão viu a Raposa marcar após pênalti cobrado por Alisson - João Pedro foi quem cometeu a infração dentro da área. Perto do fim, Leandro Pereira desperdiçou a chance de fazer o quarto.

Com o resultado, o Palmeiras segue em busca do tri na Copa do Brasil, e o Cruzeiro agora pensará apenas em evitar a queda para a Série B. Mais do que o placar, nesta quarta-feira o Verdão ao menos fez um bom primeiro tempo, e agora aguarda o sorteio para saber qual seu rival nas quartas. Festa completa no aniversário do Verdão!

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 3 PALMEIRAS

Data/Horário: 26/8 - 22h
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barrison (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Renda/público: R$ 533.825,00 / 16.972 pagantes
Cartões amarelos: Amaral, Zé Roberto, João Pedro, Robinho (Palmeiras)
Cartão vermelho: Bruno Rodrigo, 24'/1ºT
Gols: Barrios, 8’/1ºT (0-1); Gabriel Jesus, 27’/1ºT (0-2); Gabriel Jesus, 32’/1ºT (0-3); Vinícius Araújo, 38’/1ºT (1-3); Alisson, 30'/2ºT (2-3)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Manoel - intervalo), Paulo André, Bruno Rodrigo e Mena; Charles, Henrique, Fabrício e Alisson; Leandro Damião (Allano - 24'/2ºT) e Vinícius Araújo (De Arrascaeta - intervalo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral (Andrei Girotto) e Robinho; Zé Roberto (Mouche - 34'/2ºT), Gabriel Jesus, Dudu e Lucas Barrios (Leandro Pereira - 20'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

Gabriel Jesus surgiu como uma aposta em 2014, quando marcou 37 gols em 22 jogos no Paulista sub-17. Nos profissionais desde o início do ano, o garoto de 18 anos levou 16 jogos para mostrar no time de cima porque é tratado como um fenômeno. Abençoado, com o perdão do trocadilho, Jesus brilhou na vitória sobre o Cruzeiro por 3 a 2, que deu a vaga ao Palmeiras nas quartas da Copa do Brasil, justo no dia em que o clube completou 101 anos de existência. Um presente e tanto aos palmeirenses!

O camisa 33, João Pedro, Robinho e Barrios foram as novidades entre os titulares do Verdão, que se aproveitou de um Cruzeiro em crise para desde o início impor seu ritmo. Com oito minutos, Jesus recebeu de Dudu e entregou de calcanhar para o centroavante paraguaio marcar seu primeiro gol com a camisa alviverde. Era o início de uma noite inesquecível para o prodígio alviverde.

A lenta defesa celeste tinha muito trabalho para conter a velocidade palmeirense, tanto que Bruno Rodrigo parou Gabriel Jesus com falta na entrada da área para evitar o segundo. Vermelho para o zagueiro, e três minutos depois novo gol alviverde: oportunista, o atacante finalizou com estilo o cruzamento de Egídio. O ápice da atuação do camisa 33, porém, ainda estava por vir: após novamente ganhar na velocidade, ele deixou Fábio no chão e, sem ângulo, marcou um golaço. 3 a 0 em pouco mais de meia hora de partida.

A torcida cruzeirense, revoltada com a má fase do time, começou a puxar o coro ”Adeus, Luxa”. Nem o gol de Vinícius Araújo diminuiu a irritação na primeira etapa. Entre os palmeirenses, aplausos e “parabéns para você”.


Na etapa final, Gabriel e Barrios tiveram chances para ampliar o placar, mas a defesa cruzeirense travou bem as duas jogadas. Já sem a mesma intensidade da primeira etapa, o Verdão viu a Raposa marcar após pênalti cobrado por Alisson - João Pedro foi quem cometeu a infração dentro da área. Perto do fim, Leandro Pereira desperdiçou a chance de fazer o quarto.

Com o resultado, o Palmeiras segue em busca do tri na Copa do Brasil, e o Cruzeiro agora pensará apenas em evitar a queda para a Série B. Mais do que o placar, nesta quarta-feira o Verdão ao menos fez um bom primeiro tempo, e agora aguarda o sorteio para saber qual seu rival nas quartas. Festa completa no aniversário do Verdão!

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 3 PALMEIRAS

Data/Horário: 26/8 - 22h
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barrison (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Renda/público: R$ 533.825,00 / 16.972 pagantes
Cartões amarelos: Amaral, Zé Roberto, João Pedro, Robinho (Palmeiras)
Cartão vermelho: Bruno Rodrigo, 24'/1ºT
Gols: Barrios, 8’/1ºT (0-1); Gabriel Jesus, 27’/1ºT (0-2); Gabriel Jesus, 32’/1ºT (0-3); Vinícius Araújo, 38’/1ºT (1-3); Alisson, 30'/2ºT (2-3)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Manoel - intervalo), Paulo André, Bruno Rodrigo e Mena; Charles, Henrique, Fabrício e Alisson; Leandro Damião (Allano - 24'/2ºT) e Vinícius Araújo (De Arrascaeta - intervalo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral (Andrei Girotto) e Robinho; Zé Roberto (Mouche - 34'/2ºT), Gabriel Jesus, Dudu e Lucas Barrios (Leandro Pereira - 20'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.