Fortaleza x Juventude

       Hugo celebra o gol que garantiu o acesso do Papo à Série B do ano que vem (Foto: LC Moreira/Lancepress!)

LANCE!
09/10/2016
21:00
Fortaleza (CE)

A noite de domingo foi de sentimentos bem diferentes em um Castelão que recebeu 63.903 pagantes, o que se configurou no maior público do futebol brasileiro na temporada. O Fortaleza caiu pela quarta vez em cinco anos diante do seu torcedor nas quartas de final da Série C, aumentando sua sina na Terceirona. Já o Juventude, rebaixado para a Terceira Divisão junto com o Tricolor em 2009, fez história ao empatar em 1 a 1 com o Leão do Pici, retornando à Segundona. Hugo fez o gol do Ju, Pio deixou tudo igual e, nos minutos finais, o goleiro Elias foi decisivo para o time da Serra Gaúcha.

Tal resultado garantiu o acesso do Papo graças ao gol marcado fora de casa, já que o jogo da ida, em Caxias do Sul, terminou sem gols. Após o Oeste em 2012, o Macaé em 2014 e o Brasil de Pelotas em 2015, foi a vez do Juventude ser o algoz tricolor. Agora, o Alviverde terá o Boa Esporte pela frente nas semifinais.

Foram sete anos na Terceirona para o Fortaleza. Além dos já citados anos, o Leão não avançou às quartas de final nas edições da Série C de 2010 e 2013 por tropeços na última rodada da fase de classificação e, apenas em 2011, chegou à rodada final sem chance de classificação.

Já o Juventude vive uma temporada especial. O time foi vice-campeão gaúcho superando o Grêmio na semifinal, realizando sua melhor campanha em oito anos. Já na Copa do Brasil, o Papo eliminou dois times da Série A, Coritiba e São Paulo, e um da Série B, o Paysandu, para se garantir nas quartas de final. O jogo da volta contra o Atlético-MG, que venceu na ida por 1 a 0, será no próximo dia 19 e em Caxias do Sul.

NADA DE GOLS NO PRIMEIRO TEMPO

O Fortaleza que tentava controlar a nítida ansiedade teve a iniciativa no Castelão, buscando trabalhar a bola em seu campo de ataque e pressionando o Juventude. Mas ta ansiedade prejudicava o Tricolor. Diante de um bem postado Juventude, o Leão do Pici mostrava dificuldade para transpor a marcação rival. Eis que aos 19 minutos, Rodrigo Andrade conseguiu se desvencilhar da marcação e serviu Anselmo, que finalizou para a ótima intervenção de Elias.

O Juventude que teve como primeiro objetivo conter o ímpeto tricolor, foi ganhando terreno com o passar dos minutos e passou a ter mais posse de bola. Aos 32, Felipe Lima recebeu de Roberson e bateu com perigo. Pouco depois, Hugo fez Ricardo Berna trabalhar. O Fortaleza, sem inspiração, viu a equipe de Caxias do Sul ser mais eficaz em suas investidas no primeiro tempo.

Fortaleza x Juventude
     Pio marcou para o Fortaleza, mas gol não garantiu o tão sonhado                      acesso do Tricolor à Série B (Foto: LC Moreira/Lancepress!)

JUVENTUDE ABRE O PLACAR, PIO EMPATE E O ACESSO É DO PAPO

Veio o segundo tempo e, logo aos dois minutos, o Juventude comprovou o fato de ter tido uma atuação superior na etapa inicial. Cruzamento da esquerda, falha da marcação e tricolor e cabeçada indefensável de Hugo. Papo 1 a 0 e silêncio no Castelão. Gol que aumentou a já imensa ansiedade no Fortaleza, enquanto a equipe gaúcha tinha mais tranquilidade para trabalhar a bola.

O técnico Hemerson Maria, que já havia trocado Sobralense por Leandro Lima, apostou nas entradas de Pio e Juninho. Tentativas de garantir mais força ao Tricolor. E as mudanças surtiram efeito. Já tinha torcedor do Leão deixando o Castelão aos 21 minutos. Eis que Pio deixou tudo igual em cobrança de falta. Fé renovado para o Fortaleza e Castelão pulsando.

Péricles Bassols vinha com uma boa arbitragem até tomar uma decisão polêmica. Juliano tentava pegar a bola das mãos de Pará para cobrar a falta, Pará jogou a bola no atleta tricolor e ainda acertou o braço na boca de Juliano, que ficou sangrando. Péricles optou por expulsar ambos.

A tensão aumentou no Castelão. Roberson teve a chance de colocar o Juventude na frente novamente, mas, cara a cara com Berna, errou a conclusão. Pouco depois, Pio cobrou falta, mas não repetiu o feito de antes, obrigando Elias e boa defesa. E Elias ainda faria intervenções fundamentais. Os minutos finais foram de boas investidas pelo Leão. Investidas que não tiveram êxito. Sobrou tensão e, ao apito final de Péricles Bassols, a vaga foi do Juventude. A sina tricolor continua.

AS QUARTAS DE FINAL DA SÉRIE C-2016

JOGOS DE IDA

Sexta-feira – 30/9
Botafogo-PB 0 x 0 Boa Esporte – Almeidão
Botafogo-SP 0 x 0 ABC – Santa Cruz

Sábado – 1/10
ASA 3 x 1 Guarani – Coaracy da Mata Fonseca

Segunda-feira – 3/10
Juventude 0 x 0 Fortaleza – Alfredo Jaconi

JOGOS DE VOLTA


Sexta-feira – 7/10
ABC 1 x 0 Botafogo-SP – Frasqueirão

Sábado – 8/10
Guarani 3 x 0 ASA – Brinco de Ouro

Domingo – 9/10
11h
Boa 1 x 0 Botafogo-PB – Melão
19h
Fortaleza 1 x 1 Juventude – Castelão