zika vírus

Mote da ação é mote 'Brasil 10 x Zika Zero' (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
19/02/2016
15:47
Rio de Janeiro (RJ)

Flamengo e Fluminense se enfrentam neste domingo, às 19h30, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. No entanto, os clubes vão entrar em campo juntos contra um adversário perigoso, que coloca em jogo a saúde dos brasileiros: o zika vírus. Antes de a bola rolar no clássico, o Ministério do Esporte promove a campanha #ZikaZero para mobilizar clubes, jogadores e torcedores em torno do combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença.

Na ação, os internautas postaram nas redes sociais vídeos acompanhados pela hashtag #ZikaZero em que mostram como estão contribuindo para evitar o contágio e transmissão do zika vírus e prevenir os criadouros do Aedes Aegypti na casa e no trabalho. Ambos os times entrarão em campo carregando uma faixa com os avatares dos autores dos melhores vídeos. O objetivo é homenagear esses internautas para mostrar que, no jogo contra a zika, eles estão dando de dez a zero.

Além do Fla x Flu, servirão de palco para a ação outras quatro partidas pelos estaduais, todas às 17h: o clássico pernambucano Sport x Santa Cruz, na Ilha do Retiro, São Paulo x Rio Claro, no Pacaembu, Atlético-MG x Boa Esporte, no Independência, e Grêmio x Novo Hamburgo, na Arena do Grêmio.

- A melhor forma de distribuir o selo governamental #ZikaZero foi pensar no que esse número, zero, significa pro esporte. Chegamos no conceito de que é o pior resultado para um placar, por isso as ações têm o mote 'Brasil 10 x Zika Zero'. Não importa o resultado em campo, na torcida Brasil, junta, a gente consegue driblar o Aedes - afirma Lucas Zaiden, diretor de criação da Fields360, agência que criou a campanha.