Guilherme Amaro
15/10/2016
06:30
São Paulo (SP)

Apesar de não haver rodada do Campeonato Brasileiro, este sábado será um dia agitado para quatro torcidas organizadas da capital paulista.  À noite, haverá quatro festas envolvendo agremiações ligadas aos principais clubes: aniversário da Torcida Jovem (Santos), da Escola de Samba Mancha Verde (Palmeiras), lançamento do samba enredo da Camisa 12 (Corinthians) e a Escola de Samba Independente (São Paulo) promoverá em sua quadra a "Festa da Bateria", com outras escolas de samba convidadas.

Membros de torcidas organizadas passaram a compartilhar a coincidência das datas via WhatsApp para alertar sobre possíveis encontros com rivais. Os diretores das agremiações envolvidas acreditam em uma noite pacífica, principalmente por três das quatro festas serem de escolas de samba (veja depoimentos abaixo).

Além da data, outra coincidência é a proximidade dos locais dos eventos, já que serão realizados em quadras ao lado de estações do metrô. A festa da Mancha Verde será perto do terminal Barra Funda, a da Torcida Jovem entre as estações Penha e Carrão e a da Camisa 12 perto da estação Belém, todas na linha vermelha (leste-oeste). Já a festa da Independente será ao lado da estação Carandiru, na linha azul.

Por conta disso, o Metrô de São Paulo informou ao LANCE! que “que vai reforçar a segurança nas estações de embarque, transferência e desembarque de torcedores” durante esta noite. A Polícia Militar, por sua vez, disse estar “atenta a todas as movimentações e disponibilizará os meios necessários para garantir a Segurança Pública”.

Por outro lado, diretores das agremiações acreditam que grande parte dos integrantes vai de carro aos eventos. Porém, alertam para haver cuidado durante os trajetos. A torcida é por uma noite só de festas!

O QUE DIZEM AS AGREMIAÇÕES?

Denis Almeida, presidente da Torcida Jovem: "Estamos avisando para o associado evitar qualquer tipo de confusão, procurar ir direto para nossa sede e evitar regiões próximas das outras festas. Tem de pensar que é um dia de comemorações, sem pensar em qualquer clima hostil."

Nando Nigro, presidente da torcida Mancha Alvi Verde: "A Mancha está sabendo, sim, sobre a festa envolvendo as outras agremiações. Mas a nossa festa é da escola de samba, então o público acaba sendo diferente em relação à torcida organizada. A maioria das pessoas vai de carro."

Danilo Zamboni, presidente do Conselho da Escola de Samba Independente: "A recomendação é sempre que venham com o espírito da festa e da alegria. Não compactuamos com violência. Nossos membros sabem como é o funcionamento da escola de samba. Todos são bem-vindos, independentemente do time."

Fabiano "Biano", diretor da Camisa 12: "No nosso entender, da mesma maneira que há missas de religiões diferentes, as festas no mesmo dia são uma situação comum. O que falamos é para o associado ir sempre com cuidado, evitando entrar em alguma confusão."