Falcão questionou arbitragem brasileira e reclamou de marcações que prejudicaram Sport (Foto: Williams Aguiar/Divulgação)

Treinador falou sobre carreira e apostou em volta por cima do time pernambucano  (Foto: Williams Aguiar/Divulgação)

RADAR/LANCE!
30/05/2016
23:52
São Paulo (SP)

Após ser demitido do comando do Sport em abril deste ano, Paulo Roberto Falcão foi o convidado do programe "Bem, Amigos!" do SporTV na noite desta segunda-feira. Segundo ele, o Sport tem total condição de reverter situação vivida dentro do Campeonato Brasileiro, caso Oswaldo de Oliveira tenha continuidade em seu trabalho no clube.

- Se derem tempo ao Oswaldo, tem condições sim de fazer um excelente campeonato ainda - declarou Falcão.

Falcão revelou frustração após ser demitido do clube, pricipalmente por estar muito contente na cidade de Recife. Para o ex-treinador, Sport terá os resultados positivos assim que os jogadores se entrosarem.

- Eu fiquei frustrado, porque eu adorei o Recife. O povo é maravilhoso. Quando eu fui demitido, na segunda-feira, dia 18, eu fiquei a semana inteira lá e eu senti um carinho absurdo das pessoas na rua. A frustração foi maior ainda. Achei que dava para fazer uma campanha muito boa neste Brasileiro, que era só uma questão de tempo. Estreamos no Campeonato Pernambucano no dia 31 de janeiro. Foram 21 jogos em 77 dias, é um jogo a cada 3,5 dias. O Santa Cruz, que foi o campeão, manteve o time e fez contratações pontuais. No caso do Sport, foram 14 contratações. Esse grupo é completamente novo, quatro jogadores falam espanhol. Outros jogadores eram de outros centros, demora para se adaptar.


Paulo Roberto Falcão fala sobre perde de algumas peças importantes para a temporada deste ano e falou como definiu os nomes das contratações para 2016.

- Perdemos quatro jogadores importantes, os quatro da frente: Élber, André, Marlone e Diego Souza. Fomos priorizar a substituição desses jogadores. Buscamos o Lenis, que é um jogador que ninguém discute. Foi uma contratação com a anuência de todo mundo, do presidente, do (departamento de) futebol. Do outro lado, Mark González, da seleção chilena. Só não está na Copa América porque se lesionou no segundo jogo e ficou 60 dias parado. Jogou na Europa, é um jogadoraço. Eu queria o Ávila, do Huracán, mas era muito caro. Buscamos o Vinícius. É um jogador que no Cruzeiro colocou o Damião no banco. É um jogador de qualidade, mas sofre uma pressão absurda. Levei o Túlio como opção de segundo tempo, para mexer. Faltou o meia para o lugar do Diego Souza, mas esse jogador falta para todo mundo. É difícil de achar. Buscamos o Gabriel Xavier, do Cruzeiro. Eu priorizei essa modificação. Todas elas com anuência do departamento de futebol do Sport. Eles estão jogando pressionados.

Falcão falou sobre o seu aproveitamento, que em 2016 seria superior a outros grandes clubes do futebol brasileiro. Técnico foi demitido após a eliminação para o Campinense, na Copa do Nordeste.

- No Sport, eu acreditei que fosse diferente. Falavam que o Sport ganhava, mas não estava jogando bem. Eu pedi para a minha comissão, buscar o aproveitamento dos quatro grandes do Rio, de São Paulo, dos dois do Rio Grande do Sul, dos de Belo Horizonte. O Sport tinha um aproveitamento melhor que Flamengo, Fluminense, São Paulo, Palmeiras, Grêmio e Internacional. Por isso, a minha surpresa. Eu fui demitido 17 dias depois por causa do jogo com o Campinense. Será que os outros times times estavam jogando tudo isso? O Sport estava atrás apenas de Botafogo e Vasco, que só jogavam o Carioca, do Cruzeiro e do Atlético-MG.