Sorteio do Paulistão foi realizado na sede da FPF (Foto: Guilherme Amaro)

Grupos do Paulistão foram conhecidos após sorteio na última quarta-feira (Foto: Guilherme Amaro)

RADAR / LANCE!
02/11/2016
17:14
São Paulo (SP)

O Campeonato Paulista de 2017 também trará novidades em sua fórmula. Contando com uma redução de 16 clubes divididos em quatro grupos, o mata-mata a partir das quartas de final será disputado a partir de agora em jogos de ida e volta.

A maneira como transcorrerá a nova competição foi vista com ressalvas entre os especialistas do LANCE!. Confira abaixo as opiniões.


JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO - Colunista do LANCE!

As mudanças são boas. A fase de grupos, que não tem interesse quase nenhum, agora fica mais enxuta, e as quartas de final e semifinais em jogosde ida e volta. É um avanço, enfim, que começou com a redução do número de partidas.

A maior questão, porém, continua sendo em relação ou à falta dela dos Estaduais atualmente. Não tem sentido que eles ocupem tanto espaço dos times grandes, pois não têm o glamour dos anos 60, 70 e 80.

Ao mesmo tempo, alguns times pequenos disputam os estaduais e depois se desfazem de seus elencos, deixando jogadores sem atividades por mais de meio ano. Tudo isso deveria ser rediscutido. Passa pela reformulação do calendário do futebol brasileiro, necessária há tempos.

MARCELO LAGUNA - Editor do LANCE!


Continuou ruim. Mesmo diminuindo o número de equipes, o formato segue bizarro, com muitos jogos na primeira fase e com os clubes não enfrentando os times do mesmo grupo.

Mesmo com o mata-mata decisivo tendo jogos de ida e volta, a fase decisiva acaba sendo pouco valorizada. Há muito jogo inútil

THIAGO SALATA - Editor do LANCE!

As mudanças foram mínimas. Segue o esquema de grupos se enfrentando, quartas, semi e final, mas om menos clubes (de 20 para 16).

O ponto negativo: a primeira fase teve o número de jogos reduzido de 15 para 12, mas ainda são muitas datas para uma etapa pouco atrativa da competição. Dois irão se classificar em um grupo de quatro clubes, algo muito simples para os grandes. O ponto positivo: quartas e semi agora serão decididas em jogos de ida e volta. É mais justo do que jogos únicos como nos últimos anos. Campeão e vice, no entanto, jogarão um total de 18 jogos, ainda é muito inchado.

MIRO NETO - Editor do LANCE!

Os pontos negativos são a redução em apenas uma data - o ideal seria ficar ainda mais enxuto dadas as necessidades do calendário - e a manutenção do sistema em que times do mesmo grupo não se enfrentam (uma clara distorção, pois times com menos pontos podem se classificar).

O fato positivo é termos um clássico a cada duas rodadas e mais jogos de mata-mata, o que aumenta o interesse e a emoção. Acho que colocando esses aspectos na balanço, o modelo é melhor que o dos últimos anos.