vasco rodrigo

Vasco poderá escalar o capitão Rodrigo no jogo com o Fluminense, em Manaus

Igor Siqueira
15/04/2016
13:20
Rio de Janeiro

O auditor do Pleno do TJD-RJ, Marcelo Jucá, deu efeito suspensivo à decisão de primeira instância que suspendeu o zagueiro Rodrigo, do Vasco, por um jogo, pelo incidente ocorrido no clássico contra o Flamengo, envolvendo também o atacante Paolo Guerrero.

Desta forma, o defensor vascaíno está liberado para atuar no clássico de domingo, contra o Fluminense, em Manaus, que vai definir o campeão da Taça Guanabara.

Para aplicar o efeito suspensivo, o auditor relator do processo de Rodrigo entendeu que "ou essa infração escapou da atenção da equipe de arbitragem, ou o árbitro viu o fato e decidiu não expulsar o atleta. Nas duas hipóteses o Tribunal Desportivo em tese não poderia aplicar nenhuma penalidade. Mesmo que árbitro não tenha visto a conduta do atleta, perceba que a infração, de acordo com a regra literal, somente pode ser apenada, caso o auditor entenda ser ela grave. Daí, se concluiu que infrações que não forem graves e tenham escapado da atenção do árbitro, não podem ser punidas".

O efeito suspensivo concedido por Marcelo Jucá libera os jogadores para atuarem até que haja julgamento em segunda instância.