Alexandre Kalil adiantou que duas emissoras o procuraram para falar sobre o torneio (Foto: Igor Siqueira)

Ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil é o CEO da Primeira Liga  (Foto: Igor Siqueira)

LANCE!
12/11/2015
19:33
Porto Alegre (RS)

Nesta quinta-feira, representantes de 15 clubes e de três federações - Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais - aprovaram o regulamento da Primeira Liga, que será realizada pela primeira vez em 2016. Na saída da reunião,  os dirigentes esbanjaram confiança na Liga Sul-Minas-Rio e mostraram ter planos ambiciosos.

O encontro foi realizado no Centro de Eventos do Beira-Rio, em Porto Alegre, e teve a participação de representantes do América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Flamengo, Inter, Joinville, Grêmio e Paraná.

Presidente do Cruzeiro e da Primeira Liga, Gilvan Pinho Tavares projetou até mesmo a criação de uma nova competição no futuro, que valeria, inclusive, classificação para a Copa Libertadores.

- É possível. Temos que pensar em muitas coisas. Nem todos os grandes clubes brasileiros conseguem classificação à Libertadores. É o sonho de todo o clube. Quem sabe a gente não consiga para o futuro uma coisa diferente? Não tem o torneio do Nordeste? A liga Verde, a Sul-Minas Rio? Quem sabe a gente não consegue fazer o torneio com os campeões de cada uma dessas competições, com uma vaga na Libertadores. A CBF não tinha pensado nisso. Hoje surgiu essa ideia - projeta o presidente.

Executivo da Liga, Alexandre Kalil afirmou que, aprovado o regulamento, agora começará a ouvir as propostas de patrocínio e de direitos de transmissão. 

- (A venda dos direitos de transmissão) Andam muito bem. Ainda temos muito a trabalhar. Todas as televisões estão interessadas e a partir de amanhã estou sentando para conversar - afirmou Kalil, antes de completar:

- O prazo é curto. Eles (os 15 clubes) querem e vão jogar a Liga em 2016. Eu trabalho para eles e tenho que fazer isso acontecer. Nós vamos jogar em 2016 e vamos preparar um belíssimo produto  para 2017.

Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense, também confirmou que Alexandre Kalil é o homem responsável por negociar os direitos de transmissão. Segundo o dirigente, as conversas estão avançadas.

- O Kalil que está vendo, mas está bem encaminhado. Tanto o patrocínio quanto os direitos de transmissão - afirmou Delfim Peixoto.