Corinthians x Osasco Audax

Diniz lembrou a Seleção Brasileira de 1982 para 'minimizar' eventual vice (foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Olga Bagatini
30/04/2016
15:11
São Paulo (SP)

Levante ou não a taça do Paulista no próximo fim de semana, o Osasco Audax ficará marcado como um clube que fez uma campanha irreverente, mostrou um futebol vistoso, manteve seu estilo e surpreendeu os grandes.  Pelo menos é o que acredita Fernando Diniz. O treinador recorreu à ofensiva Seleção de 1982 –considerada a melhor de todos os tempos e eliminada pela Itália na Copa do Mundo – para justificar seu ponto de vista. 

— Não acho que a melhor maneira de deixar uma marca é a partir do título. Talvez esse seja um dos principais crimes que aconteceu com a Seleção de 82. A marca é como a equipe vem se desenvolvendo ao longo do campeonato. A gente vai competir para coroar com o título. Não vamos buscar o título só para deixar uma marca — afirmou o comandante. 

Apesar da crer que o Audax será lembrado pelo Paulistão 2016, o treinador assegurou que esta não é sua intenção. Seu maior objetivo é continuar o trabalho que vem desenvolvendo ao longo da temporada, sempre mantendo a filosofia ofensiva, para que seus atletas evoluam e se valorizem no mercado. 

— A gente não pensa em jogar futebol para deixar marca. Fazemos uma coisa muito simples, voltada para o lado interno do clube. Uma ideia que parte da gente, e compartilhada com os jogadores, de fazer o melhor possível, com uma estética legal e competitividade. Nunca tive intenção de deixar uma marca no futebol. É mais pelo prazer de fazer e ajudar o jogador — explicou Diniz.

Os jogadores concordam na manutenção do trabalho, mas para Tchê Tchê, recém-contratado pelo Palmeiras, erguer a taça será essencial para colocar o Audax em um lugar de honra na história.

— Só é lembrado quem chega nas finais, se a gente não for campeão, vai ser que nem nos anos que passaram, seremos lembrados como um time bonitinho, mas que não tem chance de conquistar o título. Para coroar de verdade o trabalho só com o título paulista — disse o atleta.