Eduardo Mansell e Vinícius Perazzini
16/06/2016
07:52
Rio de Janeiro (RJ)

Humorista, jornalista, dublador, escritor, colunista do LANCE!, torcedor do Flamengo e um homem de bom coração. Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, foi tudo isso e também um grande fã de futebol. Nesta sexta-feira, completam-se dez anos de sua morte e o L! preparou uma série de conteúdos especiais para homenagear o comediante.

Bussunda faleceu aos 43 anos, na Alemanha, vítima de ataque cardíaco sofrido enquanto participava de sua quarta cobertura de Copa do Mundo in loco (as outras foram 1994, 1998 e 2002). Em 94 e 2002, ele foi pé quente e viu de perto a Seleção ser campeã. Porém, o vice em 1998 gerou previsões pessimistas e certeiras do humorista sobre o futuro do futebol brasileiro.

Bussunda foi um cronista de muita categoria, que misturava irreverência e análise com seriedade em seus textos. Uma das pessoas mais próximas de Bussunda, o humorista Cláudio Manoel, companheiro de Casseta & Planeta e rubro-negro, relembrou ao L! uma "profecia" do amigo depois da derrota para a França na decisão da Copa de 98.

- O Bussunda, depois da Copa de 1998, previu que o nosso futebol iria acabar. Lembro dele falando: "O futebol brasileiro vai acabar. Antes a gente vendia os jogadores bons, agora estamos vendendo os mais ou menos e os ruins - recordou Cláudio Manoel, completando seu raciocínio com uma citação ao 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil na Copa de 2014.

- Acho que nos 7 a 1 ele teria ficado sequelado como eu fiquei. Infelizmente, hoje em dia você solta um jogador da Seleção Brasileira no Aeroporto Santos Dumont e ele não sabe chegar ao Maracanã. Se soltar em Congonhas, ele não chega no Pacaembu, pois os jogadores da Seleção não jogam aqui, não fizeram carreira aqui.


Também muito próximo de Bussunda e companheiro de Casseta & Planeta, o humorista Beto Silva acredita que o amigo hoje estaria mais distante da Seleção Brasileira:

- Ele estaria como eu né, chateado da vida, sem conseguir ver jogo da Seleção Brasileira. Ele era um apaixonado pela Seleção. Vibrou muito com o penta. Acho que ele não iria acreditar nos 7 a 1, assim como nós não acreditamos quando vimos o jogo contra a Alemanha - comentou o tricolor Beto Silva.

Já sobre a atual situação do Flamengo, Cláudio Manoel acredita que Bussunda não ficaria tão chateado quanto estaria com a Seleção.

- Acho que em relação ao Flamengo ele não estaria tão irritado, pois ele já pegou o Flamengo desmoralizado em vários aspectos, principalmente o financeiro. Lembro da gente no Maracanã vendo a derrota para o Santo André. Hoje o clube está muito mais estruturado. Logicamente que falta muita coisa, mas isso falta para todos.