Villa Nova (Foto: Divulgação / Facebook)

Villa Nova tem problema salarial tanto para jogadores quanto para funcionários (Foto: Divulgação / Facebook)

RADAR / LANCE!
22/03/2016
13:51
Nova Lima (MG)

O Villa Nova viu a reapresentação de seu elenco tornar-se reflexo de uma crise financeira. Em virtude da cobrança por salários atrasados, jogadores decidiram entraram em greve, e não compareceram à atividade que iniciaria a preparação visando o duelo com Tricordiano.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, o presidente do Leão do Bonfim, Nélio Aurélio, admitiu que há uma greve. Porém, prometeu quitar a pendência financeira em poucos dias: 

- Realmente, os jogadores entraram em greve. Monitorei isso, porque não pude ir ao CT hoje, estava trabalhando para correr atrás de recurso (financeiro). Conseguimos o recurso, só que burocraticamente vai demorar até quinta-feira à tarde. Dois dias é muito pouco para fazer uma greve, mas é um direito deles também, acho que não é fora de lógica. Mas estou resolvendo. Quinta-feira nós estamos pagando.

O mandatário ainda garantiu que a equipe estará em campo na partida contra o Tricordiano, neste sábado, às 19h. Porém, revelou que os problemas salariais se estendem aos funcionários:

- Vamos tranquilos (para o jogo contra o Tricordiano). Vamos lá para ganhar o jogo. Quinta-feira eu pago, e eles viajam com dinheiro no bolso. Inclusive, vou pagar a todos os funcionários do Villa que estão uma dificuldade muito grande.

O Villa Nova está na terceira colocação do Campeonato Mineiro, faixa de classificação para a semifinal.