Frederico Pacheco, técnico do Betinense (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
01/11/2016
12:04
Betim (MG)

A Segunda Divisão do Campeonato Mineiro está chegando à sua reta final e, com isso, algumas equipes já despontam como favoritas a disputar o Módulo II da Série A no ano que vem. Na segunda posição no hexagonal final da competição, o Betinense está em disputa franca com o líder Tupynambás. O treinador da equipe, Frederico Pacheco, uma das revelações do futebol mineiro na temporada, ressalta a briga pelo título, não apenas pelo acesso.

- A equipe cresceu bastante no decorrer da competição e temos feito uma campanha muito boa no hexagonal. Precisamos continuar com este ritmo, pois na sequência teremos dois confrontos difíceis contra Patrocinense e Tupynambás. Com duas vitórias, assumimos a liderança da competição e praticamente garantimos o acesso matematicamente, além de entrarmos muito fortes na disputa pelo título. - afirmou o treinador da equipe da Grande BH, que acredita serem necessários mais 10 dos 12 pontos em disputa para a conquista do título.

Duas armas têm sido cruciais na campanha do Betinense até aqui: o fator casa e a defesa sólida. Pacheco acredita que precisam ser diferenciais também nesta reta final de competição.

- São sete vitórias nos sete jogos que disputamos em Divinópolis (cidade onde a equipe manda seus jogos) e apenas dois gols sofridos, contra 16 marcados. O Farião é uma arma a ser explorada, já que teremos confrontos diretos contra Tupynambás e Coimbra jogando em casa. Precisamos manter esse retrospecto e também mostrar a força da nossa defesa, que vem sendo um diferencial da nossa equipe. Precisamos potencializar todas as nossas qualidades e unir as forças para conquistar os nossos objetivos na competição- completou Frederico, que aos 25 anos já acumula sua terceira experiência em equipes profissionais, todas de Minas Gerais: Ipatinga, Social e agora o Betim.


A equipe aurinegra enfrenta a Patrocinense, fora de casa, no próximo sábado às 16h no Estádio Municipal Júlio Aguiar, em Patrocínio. O time da Grande BH soma 13 pontos no hexagonal e se encontra a apenas três do líder Tupynambás, de Juiz de Fora.