Figueira x Avai (Foto: Polícia Militar / Divulgação)

Torcidas do Figueira e do Avai brigaram, mas nenhum torcedor foi preso, segundo a Polícia (Foto: Polícia Militar / Divulgação)

RADAR/LANCE!
10/04/2016
18:39
Florianópolis 

Mais uma vez o futebol brasileiro sofre com a briga entre torcidas. O novo episódio aconteceu na tarde deste domingo, antes do clássico entre Figueirense e Avaí, disputado no Orlando Scarpelli, válido pela sétima rodada do segundo turno do Campeonato Catarinense, e vencido pelo Figueira, por 1 a 0, torcedores dos dois clubes travaram uma batalha em dois locais diferentes de Florianópolis.

Segundo informações da Polícia Militar, a sede da torcida organizada do Figueirense, Gaviões Alvinegros, localizada no bairro Coloninha, foi alvo de dispaos de arma de fogo. Ninguém foi ferido, tampouco preso.

Já neste domingo de manhã, a sede da torcida organizada foi alvo de tiros. A organização publicou nota afirmando que "os tiros alvejados na sede da Torcida foram em conflito entre um torcedor comum, não vinculado à agremiação que se encontrava em frente a sede, com um transeunte".

A Polícia Militar revistou 15 torcedores do Figueirense, que relataram ter havido briga generalizada entre as torcidas dos dois clubes no início da tarde. Os torcedores do Avaí teriam ferido uma pessoa ao usarem fogos de artifício. Ela foi socorrida antes da chegada dos policiais militares. Depois da revista, todos os torcedores do Figueira foram liberados.


Com a vitória no clássico, o Figueirense chegou a 13 pontos e ocupa a terceira posição na tabela de classificação do segundo turno Campeonato Estadual. O Avaí ainda não pontuou e corre sérios riscos de ser rebaixado.