Liga Sul-Minas-Rio (Foto: Divulgação/Joinville)

Dirigentes de cerca de 40 clubes estarão reunidos em SP para discutir nova entidade (Foto: Divulgação/Joinville)

Fábio Suzuki
11/07/2016
12:05
São Paulo (SP) 

Cerca de 40 dirigentes de clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro estarão reunidos na tarde desta segunda-feira, em São Paulo, para debaterem a criação da Associação Brasileira de Futebol. Um dos principais motivos para a iniciativa é fazer frente às decisões da CBF e a elaboração de uma liga nacional organizada pela nova entidade está na pauta de discussões do encontro.

- A participação dos clubes junto das entidades nacionais é muito importante e aqui no Brasil há a necessidade para que a gente possa participar de assuntos importantes dentro do futebol brasileiro porque não pode deixar só por conta da CBF resolver todos os problemas – afirmou Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro.

O dirigente mineiro adiantou ainda que há a possibilidade de criarem uma nova competição nacional organizada pelos próprios clubes, e cita a Lei do Profut, sancionada no ano passado, como respaldo para a iniciativa.

- Não é cedo (para discutir a criação do campeonato). A Lei do Profut mudou a Lei Pelé e exige que os clubes participem de todas as assembleias da CBF e nós vamos discutir isso. Se tem uma lei que permite isso, tem que se cumprir a lei – comentou Tavares.

Segundo ele, um dos fatos que motivou a reunião dos clubes brasileiros foi a criação da Liga Sul-Americana de Clubes, que deve ser oficializada em reunião no próximo dia 19, em Montevideu, no Uruguai.

- Já está sendo criada uma associação sul-americana e temos que ter uma nacional – apontou o presidente do Cruzeiro.

Dos 40 clubes das Séries A e B do Brasileiro, apenas três ainda não confirmaram presença na reunião: Oeste, Bragantino e Vasco.