Marcio Porto
27/03/2016
20:26
São Paulo (SP)

O Santos estava praticamente sem todos seus principais jogadores. O São Paulo, sem seu principal, Paulo Henrique Ganso. A falta de coisa boa no jogo era esperada e até se confirmou. O placar não poderia ser diferente, nenhuma equipe mereceu vencer: 1 a 1. O resultado só manteve uma sina: o Tricolor vive um drama em clássicos. São dez jogos sem vitória. Veja a repercussão.

Apesar de clichê, confesso que gostaria de escrever aqui que teve chocolate, abundância de gols como ovos de Páscoa, beleza de jogadas, herói e vilões. Mas se não fosse pela ingenuidade de Maicon ao deixar Joel virar sobre ele com facilidade e a de Gustavo Henrique para deixar Alan Kardec ganhar de cabeça após o escanteio e teríamos um 0 a 0 grotesco. Mas, se ninguém falha, dificilmente há gols, não é verdade?! Veja como foi o jogo lance a lance.

O Santos teve mais chances. O primeiro tempo foi terrível, com raras chances dos dois lados. Havia organização, aplicação, mas inspiração, como já foi frisado, passou longe da Vila Belmiro. Pode colocar também na conta da Federação Paulista de Futebol, que insiste numa primeira fase interminável e esvazia até os clássicos. Até quando lutaremos para matar o espetáculo?

O jogo só melhorou no segundo tempo. Com nove desfalques, Edgardo Bauza voltou com Lucas Fernandes no lugar de Centurión e ganhou qualidade. Mas perdeu na marcação e o lado esquerdo do Santos passou a ditar o ritmo do jogo, lado pelo qual marcou com Joel em cima de Maicon.

Dorival Júnior, sem Thiago Maia, Lucas Lima, Gabigol, Ricardo Oliveira, lançou as armas que tinha e por pouco não saiu vitorioso. O cochilo no escanteio custou a vitória, mas o empate é pior para o São Paulo, pelo tabu, pela oportunidade de embalar, por estar com mais titulares e mantida a forma de jogar que ainda não deu certo.

O domingo de Páscoa foi para esquecer no San-São. Sorte do Santos que já provou este ano que tem potencial e vem no caminho certo. Ao São Paulo, haja trabalho e paciência para suportar a ineficiência, que na Vila foi de Daniel, Calleri, Centurión, Thiago Mendes.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data-Hora: 27/3/2016 - 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon e Luiz Alberto Andrini
Público/Renda: 6.239 pagantes / R$ R$ 171.980,00
Cartões amarelos: Neto Berola (SAN), Lucas Fernandes (SAO)
Gols: Joel 13' 2ºT (1-0), Alan Kardec 37' 2ºT (1-1)

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Caju; Renato (Alison 26' 2ºT), Victor Bueno (Neto Berola 20' 2ºT), Léo Cittadini (Serginho 35' 2ºT) e Rafael Longuine; Paulinho e Joel. Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO: Denis, Bruno, Lugano, Maicon e Carlinhos; Thiago Mendes (Kelvin 29' 2ºT), Hudson, João Schmidt, Daniel (Alan Kardec 20' 2ºT) e Centurión (Lucas Fernandes - intervalo); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza