Bruno Aguiar (Foto: Divulgação)

Bruno Aguiar fez, de pênalti, o primeiro gol do Joinville sobre o Inter de Lages. JEC lidera o returno (Foto/Divulgação)

RADAR/LANCE!
10/04/2016
20:45
FLORIANÓPOLIS (SC)

A antepenúltima rodada do returno do Catarinense foi fechada na noite deste domingo, com dois jogos envolvendo os líderes. Com o apoio da sua torcida (5.740 pagantes), o Joinville derrotou com tranquilidade o Internacional de Lages por 3 a 0 e manteve a liderança, agora com 19 pontos. Já a Chapecoense foi até Jaraguá do Sul e perdeu a sua invencibilidade: Metropolitano 2 a 1, de virada, com o gol da vitória nos acréscimos. Com isso permaneceu com 14 pontos e deixou o JEC desgarrar restando apenas duas rodadas.  

No próximo domingo, a Chape receberá o Joinville, que precisa apenas de dois pontos para sagrar-se campeã do returno e decidir o campeonato com a própria Chapecoense (campeã do turno).  O Figueirense, com 13 pontos, ainda tem remota chance de ganhar o returno.    

JEC, fácil

O Joinville massacrou desde o início, perdendo muitas chances, como o incrível lance aos 22 minutos, quando Anselmo limpou a marcação e chutou uma bola que bateu nas duas traves e voltou para o mesmo Anselmo, que cruzou para William Paulista tocar para o gol. Só que ele estava impedido e o juiz acertadamente anulou. Aos 36, Diego foi derrubado na área. Bruno Rangel cobrou e fez 1 a 0. Embora quase não atacasse, o Inter fez uma bonita jogada aos 45 minutos e sofreu um pênalti idêntico ao que o time sofrera. Só que o árbitro erradamente não marcou, prejudicando os visitantes.

No segundo tempo, uma excelente jogada pela direita aos seis minutos, com várias trocas de passes, fez a bola chegar aos pés de Cadu, que bateu com força e fez o segundo gol, encaminhando a vitória. Aos 33 minutos, Diego fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Diones apenas empurrar para o gol, fechando o placar em 3 a 0

- Tive a oportunidade de entrar e fiz um gol. Temos uma semana cheia para trabalhar bem  pois teremos o jogo difícil contra a Chapecoense - disse Diones.

Que vacilo, Chapecoense


Em Jaraguá do Sul, depois de um primeiro tempo muito fraco das duas equipes,  a Chapecoense começou com tudo na etapa final e logo aos 40 segundos chegou ao gol. O lateral Gimenes avançou e bateu com força. O goleiro deu rebote e o camisa 10 Hyoran enganou a todos, ao cruzar para a área em vez de chutar a gol. Maior artilheiro da história da Chapecoense e ex-jogador do Metropolitano, o atacante Bruno Rangel, sem goleiro, cabeceou para as redes.

A Chape era muito melhor. Porém, aos 23 minutos, Ramon fez boa jogada para o Metropolitano e tocou para Juninho, que apareceu como elemento surpresa pela ponta esquerda. Desmarcado, ele tocou para o gol, empatando o jogo.

O fim foi elétrico. O Metropolitano teve duas chances com Juninho. Na primeira cobrou um escanteio e quase fez gol olímpico, com a bola batendo na trave. Depois, recebeu pela esquerda e chutou rasteiro com perigo. A resposta da Chapecoense veio aos 46 minutos, com Ananias, sozinho, errando na finalização.  Aos 48, o zagueiro Ricardo Lima recebeu na entrada da área e mandou uma pancada de canhota, virando o jogo com merecimento.

- Futebol não é justiça,. É eficiência. Perdemos duas chances quando o jogo estava 1 a 0 para nós. Eles viraram e perdemos a primeira - disse Neto


Jogos: Sexta-feira: Guarani de Palhoça 4x2 Brusque; Sábado: Criciúma 5x0 Camboriú; Domingo: 16h: Figueirense 1x0 Avaí, Metropolitano 2x1 Chapecoense e Joinville 3x0 Inter de Lages.


Classificação do Returno: 1º Joinville, 19 pontos; 2º Chapecoense, 14; 3º Figueirense, 13; 4º Criciúma, 12; 5º Metropolitano, 11; 6º Guarani e Brusque, 10; 8º Camboriu, 7; 9º Internacional de Lages, 4; 10º Avaí, zero.

Classificação Geral: 1º Chapecoense, 37 pontos; 2º Criciúma, 29; 3º Joinville, 27; 4º Brusque e Figueirense, 22; 6º Internacional de Lages e Metropolitano, 19; 8º Avaí, 17; 9º Guarani e Camboriú, 14.

Próxima rodada: Domingo (17/4): Chapecoense x Joinville, Brusque x Inter, Avaí x Guarani, Camboriú x Figueirense e Metropolitano x Criciúma