Bruno Rangel - Chapecoense

Bruno Rangel termina como artilheiro do Catarinense, com 10 gols (Foto: Divulgação/GibaPaceThomaz/Chapecoense)

RADAR/LANCE!
08/05/2016
18:15
Chapecó (SC)

Debaixo de muita chuva, Chapecoense e Joinville fizeram a decisão do Campeonato Catarinense neste domingo. A equipe da casa, que já havia vencido o primeiro duelo pelo placar mínimo, no último final de semana, levou a melhor e garantiu o título estadual. Bruno Rangel saiu do banco no segundo tempo para empatar a partida em 1 a 1, na Arena Condá. O gol do Tricolor foi marcado pelo volante Diego Felipe.

O primeiro tempo foi marcado pelo baixo rendimento de ambos os times. Com o gramado encharcado, a partida ficou comprometida com muitas faltas e até mesmo alguns lances mais ríspidos. A Chape, que criou mais oportunidades de gol foi surpreendida pela eficiência do Tricolor. A equipe do técnico Hemerson Maria arriscou menos, mas foi responsável por tirar o zero do placar. Aos 41 minutos, o meio-campista Diego Felipe aproveitou a falha da defesa do Verdão do Oeste e chutou sem dar chances para o goleiro Danilo.

Na etapa complementar, com o gramado em condições melhores, a Chapecoense impôs o ritmo e pressionou o JEC. Aos 19, o técnico Guto Ferreira colocou o artilheiro Bruno Rangel no lugar de Kempes. Em menos de cinco minutos, Rangel deixou sua marca. O atacante recebeu o passe dentro da área e bateu na saída do goleiro Agenor. O gol ampliou a vantagem da Chape, que poderia perder por até um gol de diferença, e selou o título da equipe do Oeste no Campeonato Catarinense. Rangel ainda saiu como artilheiro isolado da competição, com 10 gols anotados.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE X JOINVILLE

Data e horário: 08/05/2016, às 16h
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Rafael Lima, Willian Thiego e Dener; Josimar, Gil, Cléber Santana, Lucas Gomes, Kempes (Bruno Rangel) e Ananias (Maranhão); Técnico: Guto Ferreira.
Cartões Amarelos: Thiego.

JOINVILLE: Agenor; Edson Ratinho, Bruno Aguiar, Rafael Donato e Diego; Naldo (Kadu), Diones, Pereira, Diego Felipe (Felipe Alves) e Juninho (William Paulista); Adriano; Técnico: Hemerson Maria.
Cartões Amarelos: Edson Ratinho e William Paulista.