Bruno Grossi, Fábio Suzuki e Guilherme Amaro
22/11/2016
20:22
São Paulo (SP) 

O Botafogo pretende aumentar a utilização do Engenhão a partir de 2017 e dentro do plano do clube está a abertura para o estádio ser usado por seus principais rivais. Aproveitando as dúvidas em relação à gestão do Maracanã por parte de Flamengo e Fluminense, e com o Vasco optando por locais maiores que São Januário para mandar seus principais jogos, o Glorioso colocou seu estádio à disposição dos outros grandes clubes cariocas. 

- Nossa ideia é que nosso estádio também possa ser utilizado pelos outros clubes, e que seja bom para eles e melhor ainda para o Botafogo - afirmou Márcio Padilha, vice-presidente de comunicação e marketing do clube, ao comentar sobre as iniciativas do clube para aumentar a utilização do Engenhão durante a temporada de 2017. 

Segundo ele, o plano pode ser benéfico para os rivais por conta do alto custo de operação do Maracanã. No jogo contra o Coritiba pelo Brasileiro, por exemplo, o total de despesas foi de quase R$ 1 milhão. 

- O Maracanã se tornou um estádio muito caro, a operação em dia de jogo é muito cara. E opção é que o Engenhão seja uma alternativa ao Maracanã - argumentou o dirigente do Botafogo. 

A iniciativa foi vista com bons olhos pelo presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. O clube rubro-negro já tem um acordo para utilizar o estádio Luso-Brasileiro pelos próximos três anos mas o local deve ter capacidade para apenas 20 mil pessoas. 

- O Engenhão é uma excelente alternativa. Acho uma ótima ideia - comentou o presidente do Flamengo. 

Colaborou Igor Siqueira